PGR angolana diz que investigação a ex-vice-PR irá avançar após fim de período de imunidade

O Procurador-Geral da República de Angola afirmou hoje que a investigação ao ex-vice-presidente angolano Manuel Vicente é um processo “vai ser trabalhado normalmente” depois de ter terminado o período de imunidade legal, cinco anos após terminar funções.

Falando à margem de uma reunião do Conselho de Direção da PGR, Pitta Grós recordou que Manuel Vicente este esteve protegido legalmente durante cinco anos por ter sido titular de um cargo público.

O magistrado salientou que a PGR está a elaborar o relatório final sobre a estratégia de combate à corrupção nos últimos cinco anos e deve divulgar, no início de dezembro, o balanço da recuperação de ativos.

Questionado obre os casos concretos de Singapura e Hong Kong – onde haverá ligações a Manuel Vicente, que liderou a petrolífera estatal Sonangol durante vários anos –, Pita Grós afirmou que há dinheiro apreendido ou arrestado em bancos desses países, “mas estamos a aguardar que haja uma sentença judicial” para que possam ser recuperados esses valores e bens, sem referir se pertencem ao ex-homem forte da Sonangol.

Notícia atualizada às 15h55 porque Manuel Vicente é ex-vice-presidente e não antigo chefe de Estado de Angola, conforme inicialmente avançado pela Lusa

Recomendadas

Presidente da Guiné-Bissau confiante na criação da moeda de países do oeste africano até 2027

O presidente da Guiné-Bissau, Umaro Sissoco Embaló, afirmou hoje estar confiante na criação da moeda única da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental, denominada Eco, em 2027 e admitiu ser normal as reservas de alguns países.

Congresso brasileiro toma posse, com eleiçao de líderes que definem relação com governo

Vencerá a eleição no Senado o candidato com 41 ou mais votos de um total de 81 senadores.

FMI apoia Guiné-Bissau a redigir o novo regime de isenções fiscais

A missão liderada por David Baar, economista sénior do Departamento de Assuntos Fiscais do FMI, vai permanecer no país até sexta-feira e na segunda-feira já esteve reunida com os secretários de Estado do Tesouro, Orçamento e Assuntos Fiscais e os diretores-gerais das Alfândegas, das Contribuições e Impostos e da Previsão e Estudos Económicos.
Comentários