PremiumPKF quer trazer departamento de tax para a Madeira

A consultora vai estabelecer um departamento de fiscalidade na Região, com uma equipa local exclusivamente dedicada a essa área, tal como já acontece com a auditoria financeira desde o ano passado.

A PKF passou a ter na Madeira uma equipa local dedicada em exclusivo à auditoria financeira. Mas os planos não ficam por aqui.

Para 2023 e 2024 a intenção passa pela criação de um departamento de fiscalidade (tax) na Região, adianta o partner da empresa, Roberto Figueira, em declarações ao Económico Madeira.

A auditoria financeira passou a fazer parte da oferta da PKF na Região desde outubro e os efeitos da incorporação desse serviço já se fazem sentir, prevendo-se que catapultem o crescimento da atividade da consultora na Madeira.

Para 2023, o partner da PKF na Madeira diz que o objetivo passa por crescer, entre os 20% a 25%.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor. Edição do Económico Madeira de 13 de janeiro.

Recomendadas

PremiumPatrões querem que todas as despesas de teletrabalho fiquem isentas de IRS

Governo estuda fixar um valor até ao qual as despesas de teletrabalho estão livres de IRS. Patrões consideram positivo, mas avisam: ideal seria todos os pagamentos estarem isentos.

PremiumTaxa dos sacos de plásticos rende 2,1 milhões em sete anos

Receita arrecadada com a contribuição sobre os sacos de plástico leves nunca chegou sequer perto da estimativa do Governo. Retalhistas mudaram gramagem dos sacos, escapando à tributação.

PremiumSem alternativas ao plástico, retalho recusa fim dos sacos ultraleves

A partir de junho, está proibida a disponibilização de sacos de plástico ultraleves para embalamento ou transporte de pão, frutas e legumes. A APED contesta-o, frisando que não há alternativas adequadas.
Comentários