Plataforma de criptomoedas Binance roubada em 103 milhões após ataque informático

A Binance, uma das maiores plataformas de criptomoedas do mundo, revelou hoje que foi atacada por piratas informáticos, tendo a grandeza do roubo rondado os 100 milhões dólares (103 milhões de euros).

A Binance, uma das maiores plataformas de criptomoedas do mundo, revelou hoje que foi atacada por piratas informáticos, tendo a grandeza do roubo rondado os 100 milhões dólares (103 milhões de euros).

De acordo com a Binance, os piratas informáticos (‘hackers’) conseguiram retirar hoje um total de dois milhões de BNB, a criptomoeda emitida pela Binance, ou seja, cerca de 580 milhões de dólares, mas os ‘hackers’ só conseguiram explorar uma fração deste total, já que a maior parte foi de imediato bloqueada.

O presidente executivo (CEO) da Binance, Changpeng Zhao, mais conhecido pelo pseudónimo “CZ”, disse ao canal de televisão CNBC que “conseguiram limitar os danos a cerca de 100 milhões de dólares”.

No início do dia, “CZ” tentou tranquilizar a comunidade de utilizadores garantindo no Twitter: “O problema agora está sob controlo”.

“Os seus fundos estão seguros. Pedimos desculpas pelo inconveniente e forneceremos mais atualizações em conformidade”, acrescentou o responsável.

Entretanto, num ‘post’ no ‘site’ Reddit, a Binance também esclareceu que, do valor total que realmente foi roubado, cerca de sete milhões de dólares foram congelados.

Os piratas informáticos atacaram a ponte de cadeia cruzada do BSC Token Hub. Uma ponte é um serviço que permite a um utilizador transferir ‘tokens’ criptográficos de um blockchain para outro.

Depois da suspensão da rede da ponte de cadeia cruzada, a atividade na BNB Chain está por agora normalizada. Os ataques dos piratas informáticos contra pontes entre cadeias têm-se multiplicado nos últimos meses.

Recomendadas

PSI encerra sessão em alta ligeira em contraste com generalidade dos mercados europeus

O banco liderado por Miguel Maya cessou o dia com ganhos de 1,23% para 0,1479 euros, seguido da NOS, com 1,21% para 3,83 euros. A Semapa terminou o dia a subir 1,90% para 13,98 euros.

Wall Street arranca semana em baixa

Assim, na abertura de Wall Street, o Dow Jones perde 0,62% para 34.217,92 pontos, o S&P 500 cede 0,69% para 34.217,92 pontos e o tecnológico Nasdaq recua 0,54% para 11.399,31 pontos. 

PSI cresce 2,5% em novembro e reforça valorização anual para 5,3%

O ranking mensal de aumento das cotações corresponde à Galp (14,7%), à Semapa (11,3%), ao BCP (5,7%), à EDP Renováveis (3,5%), à Greenvolt (3,2%), à EDP (2,1%), aos CTT (1,8%), à Mota-Engil (1,5%), à Jerónimo Martins (1%) e à Navigator (0,2%). 
Comentários