PLMJ presta assessoria a projeto da nova fábrica Heineken em Moçambique

O escritório de advogados, através do Moçambique Desk e com o apoio da TTA Advogados, apoiou juridicamente o investimento em Maputo.

A PLMJ Network assessorou o projeto da nova fábrica da Heineken em Moçambique. O escritório de advogados, através do Moçambique Desk e com o apoio da TTA Advogados, parceiro local da PLMJ Network, apoiou juridicamente o negócio.

A equipa nacional foi composta pelo sócio da PLMJ Nuno Morais Sarmento, pela associada coordenadora do mesmo escritório Marta Pedro e pelo sócio fundador da TTA Advogados, Tomás Timbane. Nos últimos meses, o grupo liderado por Nuno Morais Sarmento organizou o dossiê no terreno e contou com da TTA em Maputo.

A 4 de dezembro, a Heineken, dona da Sociedade Central de Cervejas, lançou a primeira pedra para a construção de uma nova unidade de produção de cerveja em Moçambique, localizada entre os distritos de Marracuene e Manhiça, na província de Maputo. Tratou-se de um investimento de cerca de 84 milhões de euros para uma capacidade de produção de 800 mil hectolitros de cerveja anuais.

“Num momento difícil para a economia do país, este é um projecto de investimento internacional, muito importante e emblemático para Moçambique. A TTA, membro da PLMJ International Legal Network, orgulha-se particularmente de estar ligada a esta grande iniciativa que certamente muito irá contribuir para a economia moçambicana” – Tomás Timbane

A Heineken Moçambique iniciou as suas atividades  em 2016, através de um escritório de vendas e distribuição, onde importa cervejas internacionais, como a Heineken, Amstel, Amstel Lite e Sagres. A nova unidade de produção deverá estar concluída no verão de 2019. Segundo o ministro da Indústria e Comércio moçambicano, Max Tonela, a unidade fabril irá garantir a substituição de importações de um produto consumido em larga escala, contribuindo para a poupança de divisas e a melhoria da balança comercial do país.

Heineken investe 84 milhões em nova fábrica de cervejas em Moçambique

 

Relacionadas

Heineken quer ser líder em comunicação mobile first

Em entrevista ao Jornal Económico, Ron Amram, vice-diretor de Marketing da Heineken Estados Unidos da América, disse que a queda nas vendas no país não preocupou a marca. E garantiu: ainda não é desta que haverá ‘Heineken Experience’ em Portugal.
Recomendadas

PremiumMudar modelo de negócio é uma opção para enfrentar “a maré de incertezas”

Empresas que não entendam o cenário macroeconómico enfrentam um futuro sombrio, alerta o CEO da DFK International. Consultoras “devem somar serviços”, diz em entrevista ao JE.

“Falar Direito”. “Renegociação? Medida deveria abranger outro tipo de créditos mais onerosos”

Na última edição do programa da plataforma multimédia JE TV, advogado Francisco Barona, sócio do departamento financeiro e governance da Sérvulo, considerou que o diploma referente à renegociação do crédito à habitação deveria ser mais abrangente, tendo em conta a contração de outros créditos mais onerosos.

Menezes Leitão perde reeleição, novo bastonário dos advogados será eleito em segunda volta

Os candidatos a bastonário dos advogados Paulo Pimenta e Fernanda de Almeida Pinheiro vão disputar a segunda volta na eleição para o cargo, entre 13 e 15 de dezembro, derrotando o incumbente e recandidato a bastonário Menezes Leitão.
Comentários