Polémica em França: Primeiro-ministro gasta 350 mil euros para regressar a Paris

Edouard Philippe alugou um jato privado para regressar de Tóquio a Paris após uma viagem de Estado à Nova Caledónia e a oposição acusou-o de despesismo.

O primeiro-ministro francês viajou de Paris para Tóquio, no Japão, de onde seguiu para Noumea, na Nova Caledónia num Airbus A 340. No regresso, Edouard Philippe utilizou o mesmo avião até à capital do Japão, onde fretou um avião por 350 mil euros a uma empresa privada que o trouxe de regresso à capital francesa.

A decisão colheu um coro de críticas da oposição, que acusou Edouard Philippe de despesismo e de não ter um comportamento exemplar em termos de gastos governamentais como tem sido pedido pelo Presidente Emmanuel Macron.

Edouard Philippe respondeu à controvérsia, dizendo que se viu obrigado a tomar a decisão porque “não havia qualquer voo comercial e era preciso regressar rápido, dado que o Presidente ia partir para a Argélia. “A regra é, sempre que possível, o primeiro-ministro ou o Presidente devem estar em território nacional. Assumo toda a responsabilidade”, justificou, citado pela agência de notícias Reuters.

Recomendadas

China diz que EUA estão a enviar “sinais perigosos” sobre Taiwan

O ministro dos Negócios Estrangeiros chinês deixou claro que uma escalada das atividades independentistas torna difícil um acordo pacífico, no que diz respeito a Taiwan,

Ucrânia. PM de Moçambique diz que “interesses do país” levaram a abster-se de condenar Rússia

“Não estamos a tomar posição nem de um lado, nem do outro. Estamos a tomar aquilo que a nossa Constituição nos diz para fazer e que é bom para o país e para os interesses de Moçambique”, salientou o primeiro-ministro moçambicano.

Lavrov acusa os EUA de “brincarem com o fogo” em Taiwan

Sergei Lavrov diz que os EUA estão a tentar fazer do mundo “o seu quintal” através da aplicação de sanções e acusa-os de “brincarem com o fogo” em Taiwan.
Comentários