Polícia terá detido homem errado. Terrorista continua em fuga

O verdadeiro autor do ataque de Berlim está em fuga, avança o jornal alemão Die Welt, que cita fontes policiais.

Hannibal Hanschke/Reuters

“Temos o homem errado”. Fonte oficial da polícia alemã admitiu ao jornal alemão Die Welt que terão prendido o homem errado e que o verdadeiro autor do ataque desta segunda-feira em Berlim encontra-se a monte e “está armado”, “podendo provocar mais danos”.

Segundo o jornal alemão, o homem de origem paquistanesa que foi esta terça-feira apontado como o principal suspeito da autoria do ataque que matou 12 pessoas num mercado de Natal, em Berlim, está inocente.

A polícia de Berlim não esclarece se homem detido como sendo o procurado Naved B é ou não o homem que conduzia o camião na noite de segunda-feira. No entanto, pede à população de Berlim para estar alerta, enquanto prosseguem as investigações.

 

 

A polícia de Berlim pede ainda às testemunhas do ataque que partilhem, com as autoridades, fotos e vídeos do que aconteceu na praça Breitscheidplatz, para se tentar proceder à identificação do suspeito.

 

 

O presumível atentado terá ocorrido às 20h15 locais (19h15 em Lisboa) desta segunda-feira, quando um camião investiu contra a multidão num mercado de Natal, no centro da capital alemã. O ataque vitimou 12 pessoas e outras 48 ficaram feridas.

De acordo com informação avançada pela polícia alemã, o co-piloto do veículo terá morrido durante o ataque.

 

Recomendadas

China diz que EUA estão a enviar “sinais perigosos” sobre Taiwan

O ministro dos Negócios Estrangeiros chinês deixou claro que uma escalada das atividades independentistas torna difícil um acordo pacífico, no que diz respeito a Taiwan,

Ucrânia. PM de Moçambique diz que “interesses do país” levaram a abster-se de condenar Rússia

“Não estamos a tomar posição nem de um lado, nem do outro. Estamos a tomar aquilo que a nossa Constituição nos diz para fazer e que é bom para o país e para os interesses de Moçambique”, salientou o primeiro-ministro moçambicano.

Lavrov acusa os EUA de “brincarem com o fogo” em Taiwan

Sergei Lavrov diz que os EUA estão a tentar fazer do mundo “o seu quintal” através da aplicação de sanções e acusa-os de “brincarem com o fogo” em Taiwan.
Comentários