Politécnico de Leiria distinguido com Prémios da Formação Turística em Portugal

A Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar do Politécnico de Leiria esteve em destaque nos Hospitality Education Awards de 2020, com Nuno Almeida a receber o prémio de Melhor Carreira e três outras investigadoras premiadas.

Nuno Almeida, docente na Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar do Politécnico de Leiria, foi agraciado com o prémio de Melhor Carreira, enquanto as investigadoras Patrícia Borges, Susana Mendes e Anabela Elias Almeida viram distinguido o seu projeto SMART FISH – Restauração Sustentável, que arrebatou o galardão de Melhor Projeto de Inovação e Desenvolvimento do ano.

“Este é um prémio extensível a todos aqueles que primam diariamente pela excelência da academia, investigando, elevando e transferindo conhecimento para a indústria do Turismo. Perante a crise pandémica que hoje enfrentamos, é importante relembrar aquilo que o passado já nos foi demonstrando, que o turismo é uma das indústrias com mais capacidade de resiliência, e tenho esperança que assim continuará a ser”, afirmou Nuno Almeida durante a entrega dos prémios.

O SMART FISH – Restauração Sustentável  utiliza como palavra de ordem a sustentabilidade e é um alerta para todos os consumidores e restaurantes. Patrícia Borges explica: “O nosso objetivo com o SMART FISH é alertar todos os consumidores e todos os que produzem refeições que há espécies do nosso mar que devem ser utilizadas em detrimento de outras. Peniche vai ser a cidade berço deste projeto, que nós esperamos que se espalhe por todo o país”.

Os Hospitality Education Awards, promovidos anualmente pela Associação Fórum Turismo, em colaboração com o Turismo de Portugal, Associação Nacional de Escolas Profissionais, Instituto de Emprego e Formação Profissional, Rede de Instituições Públicas do Ensino Superior com cursos na área do Turismo e Organização Mundial de Turismo, pretendem ser uma ponte entre o mundo académico e o mundo profissional.

Recomendadas

IPLeiria: estudantes com necessidades específicas aumentam 60% em três anos

No ano letivo 2021/22 estudavam no Politécnico de Leiria, 111 alunos ao abrigo do estatuto de estudantes com necessidades específicas.

Investigadores do Politécnico de Leiria estudam produção sustentável de papaias em aquaponia

O estudo tem uma duração de cerca de 12 meses e pretende comparar as características morfológicas e de crescimento das plantas, sob o efeito de dois substratos: leca versus tijolo triturado.

Premium“Os nossos alunos não têm ‘apenas’ emprego, têm escolhas”

O ISEL cobre todas as áreas da Engenharia no ensino e investigação. Segundo o seu presidente, José Nascimento, Portugal tem de ultrapassar o preconceito do ensino politécnico e investir mais na atratividade salarial.
Comentários