Por França. UE profundamente chocada e em luto

A União Europeia “está profundamente chocada e de luto depois dos ataques terroristas em Paris”. Assim começa a  declaração conjunta dos chefes de Estado e de Governo e dos líderes da União Europeia e das instituições europeias sobre os ataques terroristas de sexta-feira à noite em Paris. “É um ataque contra todos nós”, frisa o comunicado […]


Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

A União Europeia “está profundamente chocada e de luto depois dos ataques terroristas em Paris”. Assim começa a  declaração conjunta dos chefes de Estado e de Governo e dos líderes da União Europeia e das instituições europeias sobre os ataques terroristas de sexta-feira à noite em Paris.

“É um ataque contra todos nós”, frisa o comunicado dos líderes europeus. “Vamos enfrentar esta ameaça em conjunto com todos os meios necessários e uma determinação inabalável”, acrescenta o comunicado.

A UE convida todos a unirem-se num minuto de silêncio em memória das vítimas do atentado segunda-feira, 16 de novembro, pelas 12h00 (meio-dia), para recordar 13 de novembro de 2015, como um dia de luto europeu.

A França é “uma grande e forte nação. Os seus valores de liberdades, igualdade e fraternidades inspiraram e inspiram a União Europeia”, referem, recordando a génese da União Europeia.

Os líderes europeus mostram o seu apoio ao povo e ao Governo franceses. “Foi um vergonhoso ataque de terrorismo que só irá resultar no oposto do seu propósito que era dividir, aterrorizar e instigar o ódio”.

“O bem é mais forte que o mal. Tudo será feito ao nível europeu para pôr França a salvo. Tudo faremos para derrotar o extremismo, o terrorismo e o ódio”, reiteram os líderes europeus.

OJE

Recomendadas

Presidente de Taiwan falha estratégia de usar a China como ameaça

Tsai Ing-wen renunciou ao cargo de líder do Partido Democrático Progressista depois de a sua estratégia de enquadrar as eleições locais como uma demonstração de desafio à China não ter conquistado o eleitorado.

NATO Industrial Advisory reúne com a indústria da defesa em Gaia

Órgão consultivo e de assessoria de alto-nível que atua como foco e porta-voz das indústrias e das associações nacionais de defesa e segurança junto da NATO, reúne de 28 a 30 de novembro com 51 entidades de 25 países.

Obiang reeleito Presidente da Guiné Equatorial com 94,9% dos votos

O presidente da Guiné Equatorial, Teodoro Obiang, ganhou as eleições presidenciais com 94,9%, anunciou a Junta Eleitoral Nacional, pelo que avança para o sexto mandato de sete anos. A oposição queixa-se de fraude generalizada.