Porta fechada ao Reino Unido. Estes são os países europeus que já aplicaram restrições de viagens aos britânicos

Vários países europeus agiram rapidamente a bloquear ou condicionar fortemente as viagens entre os seus territórios e o Reino Unido, depois da descoberta de uma nova estirpe do coronavírus que poderá ser 70% mais contagiosa. Portugal mantém-se sem alterações às medidas relativas àquele território.

Londres, Inglaterra – 122 euros

São vários os países que tomaram já medidas para contenção dos contactos com cidadãos provenientes do Reino Unido, na sequência da descoberta de uma nova estirpe de coronavírus no território britânico.

Depois do anúncio francês, que optou por suspender todas as ligações com o território britânico, a maioria da Europa Central está de portas fechadas para a Grã-Bretanha.

A Bélgica havia já feito saber que todos os voos e comboios a ligar o país com o Reino Unido ficariam suspensos, incluindo o Eurostar, que atravessa o Canal da Mancha e liga Bruxelas e Londres. A Escócia, país que também faz parte daquela união, aplicou igualmente uma proibição de viagens a Inglaterra.

O governo holandês também ordenou a suspensão dos voos provenientes daquele país, sendo que nos Países Baixos já se registaram casos de infeção pela nova estirpe que está a causar estas restrições.

Itália agiu de forma semelhante, ao suspender as ligações aéreas com aquele território insular europeu, tal como a Alemanha. A Reuters cita a agência de notícias austríaca para informar que este país deverá tomar medidas semelhantes.

Espanha pediu à Comissão Europeia que tomasse medidas para uniformizar a resposta europeia a este surto em terras de Sua Majestade, de forma a evitar respostas unilaterais. Ainda assim, os nossos vizinhos não excluem essa via, caso o bloco europeu não aja em breve.

Fora da União Europeia, Israel aplicou restrições às viagens entre o país e a Grã-Bretanha, bem como com a Dinamarca e África do Sul, países onde esta estirpe também já foi identificada. Portugal, por enquanto, ainda não agiu em relação a esta situação.

Recorde-se que 62% dos novos casos detetados esta semana em Londres eram compatíveis com a nova estirpe, que aparenta ser mais contagiosa do que a que corria na Europa. O Reino Unido ultrapassou já os dois milhões de casos confirmados de infeção por Covid-19, sendo que, na última semana, a média de óbitos diários foi de 400.

Recomendadas

Josep Borrell pressiona Israel sobre os palestinianos

O primeiro-ministro israelita Yair Lapid e o chefe de política externa da União desentenderam da reunião do Conselho da União Europeia-Israel, em Bruxelas. Pontos de vista diferentes sobre a Palestina e sobre o Irão ficaram bem evidentes.

Bulgária: eleições longe de resolverem crise política

Acusado de corrupção, o GERB voltou a ganhar as eleições e arrisca manter o país ingovernável. A única forma de ultrapassar o impasse seria um governo de coligação entre os dois maiores partidos, mas isso não parece estar no horizonte.

Indonésia. Polícia sob pressão pelo uso indiscriminado de gás lacrimogéneo

Os desacatos num estádio de futebol resultaram em 125 mortos, 17 dos quais crianças, de acordo com as autoridades. A atuação da polícia gerou o caos e vai contra as indicações da FIFA.
Comentários