Portal da Queixa recebe “inúmeras” reclamações sobre o apoio de 125 euros (com áudio)

A maioria dos queixosos alega que o IBAN presente nos dados da sua área pessoal na página do Fisco não pertence a nenhuma conta bancária ou foi alterado sem consentimento, de acordo com a rede social das denúncias online.

O Portal da Queixa informou esta terça-feira que está a receber “várias” e “inúmeras” reclamações de contribuintes “indignados” que dizem não ter recebido o apoio extraordinário do Governo por causa de problemas com o IBAN registado no portal das Finanças.

Segundo a rede social das denúncias, o motivo das queixas apresentadas pelas pessoas tem sido o mesmo: confirmaram os dados para conseguir receber os apoios extraordinários a titulares de rendimentos e de prestações sociais das famílias (de 125 euros), jovens e crianças (de 50 euros), mas acabaram por ver o IBAN alterado ou eliminado sem informação prévia.

A plataforma digital está a receber alertas para este problema desde o dia 20 de outubro, quando os auxílios lançados no âmbito do programa Famílias Primeiro começaram a ser pagos pela Autoridade Tributária e Aduaneira (AT). A maioria dos queixosos alega que o IBAN presente nos dados da sua área pessoal na página do Fisco não pertence a nenhuma conta bancária ou foi mudado sem consentimento.

É o caso de Júlio Mendes: “Não consigo entender como uma entidade estatal, que supostamente se gaba de zelar pelos contribuintes, está constantemente a alterar os dados pessoais que deveriam ser privados. Como é possível falarem em que só é permitida a alteração após confirmação do titular da conta, mas colocam lá uma que nunca tive ou vi? Hoje verifiquei que tinha o IBAN de alguém de Lisboa quando nem lá vivo ou vivi”.

“É inadmissível verificar que o meu IBAN foi adulterado no portal da AT. Isto subentende-se que alguém terá acedido aos meus dados pessoais o que é inadmissível. O meu IBAN é o mesmo há mais de 20 anos e nunca houve qualquer tipo de alteração, e por isso pretendo uma explicação para o facto de agora que estão a dar o suposto apoio extraordinário, estes dados, como se por acaso se alteraram sozinhos”, advertiu outra denunciante, Andreia Henriques.

Apesar do crescente número de reclamações, de acordo com o Portal da Queixa, a AT tem um índice de satisfação de 89,1 e tem procurado responder aos beneficiários.

O Ministério das Finanças revelou ontem que cerca de 320 mil transferências não foram processadas por causa de IBAN inválido no portal das Finanças, o que significa que a maioria (87%) das transferências ordenadas pela AT foi bem-sucedida.

Recomendadas

Crédito pessoal: Conheça as modalidades de reembolso 

Em regra, o pagamento da prestação é feito mensalmente, por débito numa conta e em data, previamente acordada com o banco. Qualquer alteração da data ou da conta, através da qual se processa o pagamento da prestação mensal do empréstimo, implica um acordo entre o cliente e o banco. 

Banco de Portugal alerta sobre riscos de produtos e serviços bancários digitais

A campanha chama-se “#ficaadica” e é dirigida aos “rendidos ao homebanking, às apps de pagamento e às compras online”. O supervisor alerta que a inovação traz vantagens, “mas há riscos que devemos acautelar”.

Comemora-se hoje dia da Internet +Segura. Conheça o programa DECOJovem dirigido à comunidade educativa

A DECOJovem, programa de educação do consumidor promovido pela DECO e dirigido às escolas, há muito que trabalha esta matéria, alertando toda a comunidade educativa para a necessidade de melhorar as competências digitais dos mais novos, promovendo uma utilização mais ativa e mais segura da internet. Assim, tem sido desenvolvidos vários projetos, como sejam o Sitestar.pt, a NET Viva e Segura e Brain IDeas.  
Comentários