Porto de Sines com candidatura selecionada para segunda fase das Agendas Mobilizadoras do PRR

Com um investimento a ascender a 94 milhões de euros, o Pacto de Inovação NEXUS, liderado pela Administração dos Portos de Sines e do Algarve (APS), foi um dos projetos selecionados para passar à segunda fase.

Em comunicado o Porto de Sines revela que a candidatura liderada por si foi selecionada para a segunda fase das Agendas Mobilizadoras do PRR (Plano de Recuperação e Resiliência).

“Com um investimento a ascender a 94 milhões de euros, o Pacto de Inovação NEXUS, liderado pela Administração dos Portos de Sines e do Algarve (APS), foi um dos projetos selecionados para passar à segunda fase, no âmbito das Agendas Mobilizadoras para a Inovação Empresarial do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR)”, lê-se no comunicado.

“Este consórcio, o único liderado por uma administração portuária, é constituído por 27 organizações representativas da cadeia de valor, incluindo importadores, exportadores, operadores logísticos e de transporte, assim como empresas vocacionadas para exportar tecnologia e ainda entidades não empresariais do Sistema de I&I (ENESII) que, entre si, asseguram o know-how e a tecnologia com vista ao desenvolvimento desta Agenda de Inovação”, refere o Porto de Sines.

O NEXUS tem como objetivo promover a transição digital e ecológica do setor dos transportes e da logística “através do desenvolvimento de 31 novos produtos e serviços com elevado grau de inovação e diferenciação, em domínios como IoT/Sensorização, Blockchain, Big Data e Sensorização, estratégias de dados abertos, sincromodalidade, bem como modelos e algoritmos preditivos para a gestão dos recursos energéticos”.

Alinhado com as orientações estratégicas para o Porto de Sines, “este pacto de inovação contribuirá ainda para o aumento das exportações dos produtos tecnológicos desenvolvidos, para a criação de emprego, para a promoção de um ecossistema logístico de alta performance e para o cumprimento das metas definidas pela União Europeia no âmbito do Pacto Ecológico Europeu, que se traduzem numa redução 55% de emissões de CO2 até 2030”, refere a empresa.

Recomendadas

Região de Coimbra lança Academia Gastronómica para reforçar distinção europeia

A Comunidade Intermunicipal (CIM) da Região de Coimbra vai promover, em 2023, um conjunto de iniciativas para reforçar o estatuto de Região Europeia de Gastronomia com que foi distinguida no biénio de 2021-2022.

No segundo dia de greve, TAP operou 82 voos dos 119 voos previstos

“Até ao final do dia, a Companhia prevê efetuar a totalidade dos 119 voos programados para hoje, para 36 destinos, incluindo todos os de serviços mínimos”, lê-se no comunicado enviado às redações. No dia de ontem, foram realizados os 148 voos previstos, sendo 64 de serviços mínimos.

“Em cinco anos, o mercado das telecomunicações vai mudar completamente”

Com uma quota de mercado de 35%, a Vantage Towers é o segundo maior operador de torres de telecomunicações em Portugal, atrás da Cellnex. Nada que preocupe Paolo Favaro, o CEO da Vantage. Em entrevista ao NOVO Economia, o gestor diz que há dezenas de milhões de euros na calha para construir novas instalações. Quanto ao 5G, a empresa já preparou mais de 1.500 sites.
Comentários