Portojóia 2022: o regresso da joalharia portuguesa

A principal montra ibérica de joalharia, ourivesaria e relojoaria apresenta na Exponor os avanços tecnológicos e os novos criadores “que estão a transformar o sector”. Com o mote “Togetherness”, o evento decorre de 22 a 25 de setembro.

Após dois anos de pausa forçada por conta da pandemia, a Exponor Exhibitions renova a missão de se afirmar como um veículo de divulgação das tendências que marcam a dinâmica indústria da joalharia portuguesa. A nova edição da Portojóia 2022 | Exponor | De 22 a 25 de setembro tem data marcada para 22 a 25 de setembro, na Exponor, em Matosinhos, com a inovação, migração digital e inclusão como temas em foco.

“A globalização e interculturalidade explicam a inspiração por detrás do mote da 31ª edição do certame. “Togetherness” representa uma joalharia que se afirma cada vez mais aberta, inovadora e inclusiva, destacando, através de cerca de 150 expositores e criadores, novas abordagens e novas visões, que têm no coletivo a força motriz”, refere a organização em comunicado.

Segundo Amélia Estevão, Diretora de Marketing da Exponor, citado pelo comunicado, “a permanente evolução e expansão internacional dos mercados atribui às feiras o importante papel de reconectar pessoas, gerar oportunidades de negócio, bem como impulsionar a evolução do setor, através do conhecimento partilhado e do lançamento de novos motes de inspiração. A Portojóia não só transporta esta premissa para mais uma edição, como também reafirma perante marcas e profissionais o apoio nas suas transições para uma indústria 4.0 e para o ambiente digital – dois dos efeitos mais diretos do contexto pandémico – sem descurar do respeito pelas formas mais tradicionais da arte”.

Para a nova edição do evento recupera-se o “Trend Spot”, espaço destinado para a exposição das joias que melhor representam as quatro tendências assinaladas pela organização: Togetherness, Ancient Wisdom, Art as an Expression e Fairy Tales; assim como o “Art & Jewels”, iniciativa que visa promover parcerias entre a joalharia e outros setores criativos como a moda, decoração, ilustração e cerâmica.

Em destaque estará igualmente a atribuição do “Prémio Best of – Aluno Revelação 2022”, que distingue os talentos e a criatividade do setor, em particular daqueles que ainda se encontram a receber formação. O vencedor será anunciado na cerimónia de entrega de Prémios Best Of no dia 23 de setembro.

“De referir que a edição mais recente da Portojóia, ainda em 2019, reuniu cerca de 10 mil visitantes e 150 expositores, entre eles, 30 designers e 27 empresas vindas de Espanha, Itália, Alemanha, Turquia, Brasil e Cabo Verde.”

Recomendadas

SAD do Sp. Braga com resultado positivo de 3,1 milhões de euros na época passada

Relativamente ao exercício financeiro que terminou a 30 de junho deste ano, que ainda não refletem a venda do passe futebolístico do defesa central David Carmo (transferência fechada para o FC Porto na ordem dos 20 milhões de euros), a SAD dos bracarenses destaca que este foi um período “pautado por múltiplos constrangimentos associados à pandemia”.

Sonaecom rasga acordo com Isabel dos Santos

“À Sonae passa a ser imputada uma participação na NOS de cerca de 36,8% do capital social e dos direitos de voto nessa sociedade”, detalha a empresa liderada por Cláudia Azevedo.

Toyota Caetano Portugal com lucros de 7,3 milhões no semestre

Em comunicado à CMVM, a Toyota Caetano Portugal diz que os resultados líquidos consolidados ascenderam a 7,3 milhões de euros, o que compara com 11,7 milhões em dezembro de 2021 e com 2,98 milhões em junho de 2021.
Comentários