Portugal: 64% dos profissionais esperam receber aumento salarial acima da inflação em 2023

A maior parte dos profissionais espera ter aumento salarial no próximo ano, revela a pesquisa da Robert Walters, agora divulgada.

Britain’s Prime Minister Theresa May greets the President of the European Parliament Martin Schultz outside 10 Downing Street in London, September 22, 2016. REUTERS/Stefan Wermuth

O próximo ano está ao virar da folha e os trabalhadores têm a expetativa de ver ressarcido o poder de compra que perderam com a inflação, revela a Pesquisa Salarial Global 2023 da Robert Walters.

Em Portugal, 68% dos profissionais que participaram na pesquisa dizem esperar um aumento salarial em 2023. Uma percentagem de 64% esperam que o aumento seja maior que a inflação e 23% afirmam que estão prontos para procurar um novo emprego caso não recebam esse aumento.

De acordo com o estudo, alguns profissionais preferem arriscar pedir um aumento salarial, mesmo que não lhe tenha sido oferecido inicialmente. Entre os principais motivos dos que não querem arriscar existem várias razões: colegas que foram desligados recentemente (25%); indústria ou a empresa que trabalha ter sido altamente impactada pelo Covid-19 (21%); falta de confiança (15%) ou terem sido avisados pela chefia que não teriam aumento (9%).

Além do aumento salarial, o bónus anual também é um ponto relevante. Segundo a Robert Walters, 10% dos entrevistados disseram ter sido informados de que vão receber bónus no próximo ano; 38% disseram não ter confirmação oficial, porém estão contando com isso. Já 16% não tiveram confirmação, nem contam com o bónus enquanto 7% já foram informados oficialmente de que não receberão nenhum tipo de bónus em 2023.

Das empresas entrevistadas, 31% responderam que vão dar bónus para posições mid sénior, manager e diretor e 42% para nível Executivo/C-level. Para posições de manager/diretor, 26% vão dar bónus entre 11%-15% e 15% afirmam que darão um bónus de +20% para Executivo/C-level.

“Há um ano, falávamos de uma ‘guerra por talentos’, geralmente sobre as indústrias de tecnologia e digital. Hoje em dia, esse mesmo termo pode ser aplicado a qualquer sector que busque atrair ou reter os melhores talentos especializados”, salienta a Robert Walters.

“Além de oferecer projetos desafiadores, uma cultura corporativa que se alinhe com os valores pessoais e que também ofereçam uma progressão de carreira clara, o pacote salarial incluindo benefícios e bónus, continua sendo fundamental e o manager deve prestar atenção às expectativas de seus candidatos para criar uma oferta bem-sucedida’’, salienta François-Pierre Puech, diretor da Robert Walters Portugal.

Recomendadas

80% dos que se despediram em 2022 arrependem-se da decisão, aponta estudo

O fenómeno que ficou conhecido como ‘a grande demissão’ resultou num grande arrependimento. 80% dos trabalhadores que largaram os seus empregos no ano passado gostaria de voltar atrás na decisão, revela um estudo da Paychex.

Investigador do Técnico recebe bolsa europeia para estudar redes neuronais artificiais

André Martins quer apresentar soluções para alguns problemas fundamentais do processamento de linguagem natural (NLP). O seu campo de estudo são redes neuronais artificiais aplicadas ao processamento de linguagem natural

Centro de Data Science da Nova SBE lança página com ofertas de emprego e voluntariado de impacto social

A página apresenta informação sobre os perfis pretendidos pelas organizações sociais, podendo os candidatos submeter a candidatura através de e-mail, Linkedin, ou outra via aí divulgada.
Comentários