Portugal é o terceiro país com maior crescimento na zona euro no terceiro trimestre (com áudio)

A economia dos países da moeda única cresceu 2,2% em cadeia e 2,1% na média da União Europeia no terceiro trimestre face ao trimestre anterior.

charles

A economia portuguesa cresceu acima da média da zona euro no terceiro trimestre deste ano, em comparação com o trimestre anterior. Portugal foi, assim, o terceiro país com a maior expansão (2,9%) do PIB, de acordo com os dados do Eurostat, publicados esta terça-feira.

Os dados, ajustados de sazonalidade, do organismo de estatística europeu revelam que a economia dos países da moeda única cresceu 2,2% em cadeia e 2,1% na média da União Europeia, à semelhança do registado no segundo trimestre. Em comparação com o mesmo trimestre do ano anterior, o PIB corrigido de sazonalidade aumentou 3,9% na zona euro e 4,1% na União Europeia no mesmo período, após ter crescido 14,4% na zona euro e 13,8% na União Europeia, no segundo trimestre.

A Áustria registou o maior crescimento do PIB face ao trimestre anterior, com uma expansão de 3,8%, seguida por França (3%) e Portugal (2,9%). As taxas de crescimento mais baixas foram registadas na Roménia e na Eslováquia (+0,4%), com o PIB a permanecer estável na Lituânia (0%).

“Durante o terceiro trimestre de 2021, a despesa de consumo final das famílias aumentou 4,1% na zona euro e 4% na União Europeia (após + 3,9% na zona euro e + 3,7% na União Europeia no trimestre anterior)”, explica o Eurostat. Já a despesa de consumo final do governo aumentou 0,3% quer na zona euro, quer na União Europeia, tendo a formação bruta de capital fixo diminuído 0,9% na zona euro e 0,6% na União Europeia.

O Eurostat detalha ainda que as exportações aumentaram 1,2% na zona euro e 1% na União Europeia, enquanto as importações aumentaram 0,7% em ambas.

O organismo de estatística explica ainda que com base em dados não ajustados de sazonalidade, os volumes do PIB da zona euro e da União Europeia ainda continuam 0,3% e 0,1% abaixo do nível registado no quarto trimestre de 2019.

Recomendadas

Dormidas de brasileiros em Portugal disparam 748% até julho

O número de dormidas de brasileiros em Portugal disparou 748% entre janeiro e julho deste ano, para 1,2 milhões, refletindo uma forte recuperação depois de dois anos de pandemia, segundo dados da AICEP, cedidos à Lusa

Crise/Inflação: Casais podem receber 125 euros pelo IBAN do reembolso do IRS

O apoio de 125 euros é individual, mas os casais que entreguem o IRS em conjunto e só tenham o IBAN do reembolso deste imposto confirmado nas Finanças recebem o apoio nessa conta bancária, esclareceu hoje fonte oficial.

PremiumPartidos convergem nos apoios às famílias e crescimento económico

Os partidos com assento parlamentar começam a definir as prioridades para o próximo Orçamento do Estado. Num quadro de incerteza, continuidade e necessidade de calibrar medidas é o elemento central do PS. Oposição reclama respostas ao acelerar da inflação.
Comentários