Portugal e Timor Leste assinam acordo na áreas do Desporto e Juventude

Os Governos de Portugal e de Timor-Leste assinaram hoje um memorando de entendimento que “visa a consolidação das relações de cooperação” na área do desporto e da juventude, anunciou a secretaria de Estado da Juventude e do Desporto.

Em comunicado, a secretaria de Estado da Juventude e do Desporto (SEJD) refere que, “além de consolidar as relações bilaterais nos domínios da juventude e do desporto, estabelece as condições necessárias à colaboração entre os países tendo em vista a realização dos Jogos Desportivos da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) em Timor-Leste, no ano de 2024”.

Segundo a SEJD, o documento “visa a consolidação das relações de cooperação” nas áreas do desporto e da juventude, nomeadamente na formação de recursos humanos e no desenvolvimento institucional, e pretende “incentivar intercâmbios de delegações, atletas, treinadores e especialistas das suas respetivas federações nacionais desportivas na área do desporto”.

O memorando tem também como objetivo “facilitar a utilização das infraestruturas desportivas para a preparação de atletas de alta competição”.

Ao abrigo do documento, o Governo português compromete-se a promover e apoiar a participação de jovens pesquisadores, atletas e treinadores em programas de formação e intercâmbio com o Governo timorense.

O memorando prevê, entre outros objetivos, que sejam atribuídas duas vagas anuais aos atletas timorenses com méritos relevantes, para a realização de estágios no Centro de Alto Rendimento do Jamor, com a duração de seis a 11 meses, e a colaboração na preparação de atletas timorenses com vista à participação em competições nacionais e internacionais.

O documento, ao abrigo do qual os dois Governos poderão desenvolver outros entendimentos e assistência para atividades ou programas, foi assinado pelo secretário de Estado da Juventude e do Desporto, João Paulo Correia, e pelo seu homólogo timorense, Abrão Saldanha.

Recomendadas

Angola arrecadou 1,95 mil milhões de dólares com a venda de diamantes em 2022

Segundo o chefe do departamento de Planeamento do Gabinete de Estudos, Planeamento e Estatísticas do Ministério dos Recursos Minerais, Petróleo e Gás, Alexandre Garret, do total de diamantes produzidos no ano passado, 8,71 milhões de quilates são provenientes da produção industrial e os restantes da semi-industrial.

Ucrânia. EUA respeitam posição de Moçambique, mas rejeitam neutralidade

“Não podemos ser neutros quando há um país que ataca outro, em particular quando esse país é membro do Conselho de Segurança da ONU”, referiu, numa alusão à Rússia.

Moçambique. EUA querem “redobrar esforços” para combater terrorismo

“Temos de redobrar esforços para repelir o terrorismo e atividades que afetam cidadãos como os de Cabo Delgado e estamos a trabalhar de perto com o Governo sobre esse assunto”, referiu a diplomata em conferência de imprensa antes de deixar a capital moçambicana.
Comentários