Portugal no top 10 dos países que mais se endividam no natal

Em Portugal, são as pessoas com rendimentos mais baixos que mais contraem dívidas durante a época natalícia (23%) em comparação com a média europeia (17%), segundo estudo.

Portugal ocupa o décimo lugar dos países que mais se endividam no natal, de acordo com um estudo da Intrum, o European Consumer Payment Report (ECPR 2021). A liderar o ranking com 24 países está a Irlanda, seguida pela Grécia e Reino Unido.

“Unir a família e responder às suas expectativas, são as razões pelas quais, um em cada cinco pais europeus (16%) afirmam contrair mais dívidas durante a época natalícia. Em Portugal o valor é igual ao da média europeia”, diz o ECPR.

O estudo da Intrum adianta que são as famílias com filhos (20%) que sentem mais esta questão, em comparação com as famílias sem filhos (13%). “A média europeia é de 21% e 12% respetivamente”, diz o ECPR.

“São também as pessoas com rendimentos mais baixos que mais contraem dívidas durante a época natalícia (23%) em comparação com a média europeia (17%)”, refere o estudo.

É a Geração Z (18-21 anos) que mais dívidas contrai para comprar presentes de natal (27%), quando a média europeia é de 29%. “Segue-se os Millennials (22- 37 anos) e a Geração X (38-44 anos) com percentagens de 19% e de 18%”, diz o estudo.

“Para além do mais recente estudo da Intrum concluir que Portugal é um dos países onde as pessoas mais contraem dívidas para comprar presentes e comida, numa época festiva como o Natal, o ECPR conclui também que 21% dos portugueses acredita que irá ficar mais endividado no final de 2021 do que alguma vez já esteve. A média europeia é de 17%. As famílias com um rendimento mais baixo e com filhos são quem mais sentem esta pressão”, diz o diretor-geral da Intrum Portugal, Luís Salvaterra.

O estudo mostra também que no final do natal de 2021, Portugal passa a ocupar o oitavo posto no ranking dos 24 países que acredita ficar mais endividado do que alguma vez já esteve.

Recomendadas

Lisboa com níveis de poluição superiores ao tolerado pela OMS

Algumas zonas da cidade de Lisboa apresentam níveis de poluição superiores aos que são tolerados pela Organização Mundial de Saúde (OMS), destacando-se o terminal de cruzeiros de Santa Apolónia e algumas ciclovias, segundo um estudo divulgado hoje.

JE Bom Dia: ‘Money Supply’ na Europa é conhecida num contexto de subida de taxas de juro

Por cá, o Banco de Portugal divulga os dados de crédito ao sector privado em outubro, e será um dia parado no Parlamento depois da aprovação do Orçamento do Estado na passada sexta-feira.

Milhares de pessoas correm em Caracas em ação promovida pela UE sobre violência contra as mulheres

A iniciativa, que conta com uma corrida de 10 quilómetros e uma caminhada de cinco quilómetros, proporcionou uma “festa” pelas ruas da capital da Venezuela, com o principal objetivo de sensibilizar a população para que não permita “nem um único ato de violência” contra as mulheres, explicou o chefe de missão da delegação da UE, Rafael Dochao Moreno, em declarações à agência Efe.
Comentários