Portugal preside a associação europeia de concessionárias de autoestradas

Portugal vai assim comandar no próximo ano os destinos da ASECAP – Associação europeia de concessionárias de autoestradas.

António Nunes de Sousa foi eleito presidente da associação europeia de concessionárias de autoestradas.

O presidente da APCAP foi eleito na última Assembleia Geral, durante a qual outro português foi escolhido para coordenar o grupo internacional de trabalho sobre portagens.

Portugal vai assim comandar no próximo ano os destinos da ASECAP – Associação europeia de concessionárias de autoestradas.

“António Nunes Sousa, presidente da APCAP – Associação Portuguesa das Sociedades Concessionárias de Autoestradas ou Pontes com Portagens, é o novo presidente da ASECAP – Associação Europeia de Operadores de Infraestruturas Rodoviárias com Portagem”, diz a associação em comunicado.

A eleição foi realizada no dia 14 de dezembro, durante a última Assembleia Geral deste organismo que reúne 135 empresas de 20 países. Outro português, Pedro Pinto (Ascendi), foi escolhido para coordenar o grupo de trabalho de portagens, cobranças, taxas e concessões.

A APCAP – Associação Portuguesa das Sociedades Concessionárias de Autoestradas ou Pontes com Portagem – está filiada na ASECAP e constitui uma das mais representativas associações do setor a nível europeu, agregando 24 sociedades nacionais concessionárias ou subconcessionárias de autoestradas ou pontes no Continente, Açores e Madeira, responsáveis pela gestão de uma rede com uma extensão de 3.580 km.

“A emergência climática e ambiental, bem como as crises sanitária e económica, como consequências do impacto da pandemia Covid-19, colocaram os transportes no centro da agenda europeia. A infraestrutura rodoviária tem um papel importante a desempenhar para alcançar a meta ambiciosa estabelecida pela União Europeia de ser neutra em carbono até 2050 e aproveitarei os trabalhos e iniciativas dos meus predecessores para destacar a contribuição do nosso setor para a Economia e a Sociedade”, afirmou em comunicado António Nunes de Sousa, que assume já em janeiro os destinos da ASECAP.

“Estou particularmente honrado em servir como Presidente do ASECAP no ano de 2022 e posso garantir aos nossos membros que colocarei todos o meu empenho e energia para enfrentar os novos desafios que temos pela frente”, adianta o gestor.

Para o elenco executivo foram ainda eleitos os vice-presidentes Josef Fiala (ASFINAG – Áustria) e Julián Núñez (SEOPAN – Espanha), assim como o ex-presidente Massimo Schintu (AISCAT – Itália).

Para os cargos de vice-presidentes do comité presidido por Pedro Pinto (Ascendi) estão representantes das congéneres ASFA (França), ASFINAG (Áustria) e Hellastron (Grécia).

Portugal é um dos sete países fundadores da ASECAP, a par da França, Itália, Áustria, Espanha, Grécia e Noruega.

Desde a criação da associação, em 1973, esta é a quarta vez que Portugal assume a presidência. Os anteriores mandatos foram exercidos por António Martins (1984-1988), João Bento (2005-2007) e José Costa Braga (2016-2017).

Recomendadas

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta quinta-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta quinta-feira.

TAP: Sitava diz que falta “sensibilidade e bom senso” à gestão no caso da frota de carros

O Sitava acusou hoje a TAP de falta de “sensibilidade e bom senso”, na polémica sobre a renovação dos carros para administradores, e pediu que a empresa demonstre que não tem dualidade de critérios no cumprimento de contratos.

Fidelidade reforça posição na seguradora peruana La Positiva para 93,9%

Na sequência de uma OPA, a Fidelidade passou a controlar 93,9% da seguradora e para isso faz um investimento de 396,3 milhões de soles, o equivalente a cerca de 101,2 milhões de euros.
Comentários