Portugal regista mais 2.093 casos confirmados por Covid-19 e 58 mortes

O boletim da DGS indica ainda que, até às 00h00 de segunda-feira, foram registados mais 1.936 casos recuperados em relação à véspera, totalizando 321.682 pessoas livres de Covid-19.

TIAGO PETINGA/LUSA

Nas últimas 24 horas, a Direção-Geral de Saúde (DGS) registou mais 2.093 casos confirmados por Covid-19 em Portugal, elevando para 396.666 o número total de diagnósticos positivos desde o inicio da pandemia.

Segundo o boletim epidemiológico divulgado esta segunda-feira, o número de mortes ascende para 6.677 depois de terem sido confirmados mais 58 óbitos: 19 no Norte, 14 no Centro, 20 Lisboa e Vale do Tejo (LVT), dois no Alentejo e três no Algarve.

O boletim da DGS indica ainda que, até às 00h00 de segunda-feira, foram registados mais 1.936 casos recuperados em relação à véspera, totalizando 321.682 pessoas livres de Covid-19. Quanto ao número de casos ativos, o órgão de saúde pública regista 68.307 casos ativos, mais 99 comparativamente a este domingo, sendo que 93.136 pessoas continuam em vigilância (mais 1.067 comparativamente a ontem).

O órgão liderado por Graça Freitas informa ainda que foram registadas menos uma pessoa em Unidades de Cuidados Intensivos (UCI), elevando para 503 o número total de pessoas nessas unidades. Quanto ao número de internamentos, a DGS regista mais 97, totalizando 2.967 doentes em enfermaria.

A região de Norte regista hoje o maior número de casos confirmados, tendo sido registado, nas últimas 24 horas, mais 907 novas infeções (um total de 203.49), seguindo-lhe a região de Lisboa e Vale do Tejo que contabilizou mais 669 casos confirmados (127.846).

A região do Centro soma mais 296 novos casos (44.615), enquanto que o Alentejo regista mais 101 (10.346) e o Algarve mais 57 (7.169).

Quanto aos óbitos, do total das 5,902 mortes, 3.102 registam-se no Norte, 959 no Centro, 2.319 em Lisboa e Vale do Tejo, 196 no Alentejo, 68 no Algarve, 21 nos Açores e 12 na Madeira.

Atualmente existem 178.314 homens, 218.213 mulheres e 139 “desconhecidos” infetados pelo novo coronavírus. Em termos de óbitos, a DGS conta 3,476 homens e 3.201 mulheres.

Notícia atualizada às 15:31

Recomendadas

2022, ano de esperança: “recuperação criativa e comercial”

O que procura o consumidor num relógio? “Atualmente os clientes compram um relógio pela beleza da peça. Usam-no como uma joia e não como uma ferramenta”, diz Carlos Rosillo, CEO da Bell & Ross.

“Vamos manter a nossa presença no mercado e surpreender!”

A coleção de Natal que Eugénio Campos nos traz este ano é “acima de tudo, uma coleção com muita criatividade, inspirada na família e no sentimento, e pensada para que seja uma coleção de gerações”, garante o seu criador.

Joalharia, tradição, singularidade e mestria artesanal

As joias, testemunhos de ligação entre gerações, devem ser um legado de arte, de memórias e de valores. Fique a par das novidades de uma indústria pioneira na sustentabilidade.
Comentários