Portugal regista mais 5.373 casos e 19 mortes devido à Covid-19

Pandemia fez mais sete vítimas mortais nas regiões de Lisboa e Vale do Tejo e do Norte, concentrando também a maioria dos novos casos de infeção. Número de internados em enfermaria e cuidados intensivos subiu ligeiramente.

O relatório diário de situação da Direção-Geral de Saúde relativo a sexta-feira indica que houve mais 19 mortes causadas pela Covid-19, levando a que o número de vítimas da pandemia tenha subido para 18.645, registando-se mais 5.373 casos confirmados de infeção com o SARS-CoV-2, elevando o total para 1.190.409.

Ainda segundo a DGS, na sexta-feira passaram a haver mais cinco internados, passando para 952, dos quais mais cinco em unidades de cuidados intensivos, sendo agora 142 os casos mais graves de Covid-19.

Em sentido contrário, o número de recuperados na sexta-feira foi de 4.205, passando para 1.106.116, havendo agora mais 1.149 casos ativos, o que fez subir esse número para 65.648.

Entre as regiões de saúde, Lisboa e Vale do Tejo registou o mesmo número de óbitos do que o Norte (sete mortes nos dois casos), mas ficou à frente no caso de novos casos (1.783, contra 1.549). As restantes vítimas mortais da pandemia faleceram no Algarve (três), Centro (uma) e Madeira (uma).

No que toca a novos casos confirmados de infeção com o SARS-CoV-2, a região Centro registou mais 1.248, o Algarve mais 482 e o Alentejo mais 141. No que toca às regiões autónomas, a Madeira tem agora mais 140 infetados e os Açores mais 30.

Recomendadas

SIC: Alargamento da dedução dos juros da habitação em sede de IRS poderá abranger mais de 660 mil famílias

Segundo a SIC Notícias, se a medida for incluída no Orçamento do próximo ano, como se espera, poderá abranger mais de 660 mil famílias. 

OE2023: PAN critica “rumo de desvalorização salarial” da função pública

A porta-voz do PAN criticou hoje a proposta de aumentos salariais para a função pública, apontando um “rumo de desvalorização salarial” e alertando que os funcionários públicos “viverão com menos recursos” no próximo ano.

OE2023: Iniciativa Liberal vai insistir no desagravamento de vários impostos

O líder da Iniciativa Liberal (IL) disse hoje, em Coimbra, que o partido vai apresentar cerca de uma dúzia de propostas de alteração ao Orçamento de Estado para 2023, que visam o desagravamento de vários impostos.
Comentários