Portugal regista menor taxa de inflação da União Europeia em novembro

A inflação agora registada por Portugal compara positivamente com os -0,1% de outubro. Em comparação com novembro de 2018 (0,9%), Portugal recuou.

Portugal registou a taxa de inflação anual relativa a ao mês de novembro mais baixa (0,2%) da União Europeia (UE), a par de Itália, quando esta taxa evoluiu 1,3% na UE e 1% na zona euro, de acordo com dados do Eurostat, divulgados esta quarta-feira, 18 de dezembro.

A inflação agora registada por Portugal compara positivamente com os -0,1% de outubro. Em comparação com novembro de 2018 (0,9%), Portugal recuou.

De acordo com o ganinete estatístico europeu, a taxa de inflação anual subiu, em novembro, para 1,0%, valor que se compara com os 1,9% em novembro de 2018 e os 0,7% de outubro deste ano. No caso da UE, observou-se uma progressão: de 1,1% em outubro, para 1,3% em novembro. Em novembro de 2018 a taxa de inflação na UE foi de 2%.

As taxas de inflação mais baixas foram registadas em Portugal, Itália (ambos com 0,2%) e Bélgica (0,4%), enquanto as mais elevadas se observaram na Roménia (3,8%), Hungria (3,4%) e Eslováquia (3,2%).

Na comparação em cadeia, ou seja, face a outubro, a inflação anual recuou em cinco Estados-membros, permaneceu estável em dois e aumentou em vinte Estados.

Recomendadas

Costa contraria ideia de empobrecimento e afirma que Portugal está a crescer mais do que Alemanha, França e Espanha

Dados de Costa surgem dias depois das previsões de Outono da Comissão Europeia, cujas mais recentes previsões indicam que em 2024 a Roménia ultrapassará Portugal no ranking de desenvolvimento económico da UE.

PremiumOCDE deixa quatro recados a Portugal, do PRR ao orçamento

A OCDE está menos otimista do que estava no verão quanto à evolução da economia portuguesa no próximo ano, tendo revisto em baixa a previsão de crescimento do PIB. Aproveitou também para alertar para a importância do PRR e da consolidação orçamental.

OE2022: Segurança Social regista excedente de 3.358 milhões de euros até outubro

A receita da Segurança Social aumentou em 9,1% e atingiu os 28.387,7 milhões de euros até outubro, enquanto a despesa caiu 0,5% para 25.030,1 milhões de euros, de acordo com a síntese divulgada hoje pela Direção-Geral do Orçamento (DGO).
Comentários