Portugal é um dos “melhores lugares para viajar em 2017”, diz a “Condé Nast Traveler”

Portugal Continental, “especificamente Lisboa”, e Açores são dois dos destinos que os editores da prestigiada revista americana ‘Cónde Nast Traveler’ consideram os melhores para visitar no próximo ano.

O ano está a terminar, o preço das voos tende a subir, mas pode sempre começar a preparar as malas para 2017 caso não tenha viagem marcado para a época natalícia. Que tal os Açores? Se não, pode ficar a passear em Lisboa.

A luxuosa revista de lifestyle e viagens “Condé Nast Traveler” colocou “Portugal e Açores” entre a lista dos 17 Best Places to Travel in 2017 (“Melhores Lugares para Viajar em 2017”), escolhida pelos editores da publicação de Nova Iorque.

Num artigo publicado a dia 15 de dezembro, com uma fotogaleria ilustrativa, Sebastian Modak refere que os Açores podem vir a superar a ilha da Islândia “como o próximo destino que todos querem visitar”. De acordo com o jornalista, o arquipélago tem uma “uma diversidade surpreendente de território”.

Sobre Lisboa, Modak diz que houve “iniciativas progressistas de urbanismo” que fomentaram “as artes e o design” na capital portuguesa e consequentemente ao surgimento de novos edifícios com “arquitetura inovadora”.

O recentemente inaugurado Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia (MAAT) não ficou esquecido nas menções do norte-americano, que realçou ainda que a “uma cidade inteira nos arredores da capital se transformou num refúgio para bibliófilos”.

Além disso, o autor salienta a transformação de “fábricas abandonadas em salas de exposições e sedes de coletivos de artistas” e o facto de o país estar “de volta ao seu auge”, depois de a “recessão económica mundial” se ter refletido de forma “forte” no território nacional.

A seleção dos responsáveis pela revista contempla também, pela ordem de seleção: Canadá (“o país todo”), que se encontra no primeiro lugar do ranking; a região centro-oeste dos Estados Unidos, que inclui os estados de Illinois e Dakota; Cuba (“além de Havana”); Bermudas; Atenas; Escócia; o interior da Escandinávia (“Noruega, Finlândia e Suécia”); a costa da Croácia, Jerusalém; Nova Zelândia; as cidades japonesas de Tóquio, Kanazawa e Quioto; Zimbabué; Ruanda; Buenos Aires; a zona da Patagónia que abrange o Chile e, por fim, o Uruguai.

Recomendadas

Louisville: uma iniciativa solidária de Pedro Sousa Pereira e Mário Cruz

O jornalista Pedro Sousa Pereira acaba de editar o álbum “Louisville”, com o fotojornalista Mário Cruz e vários músicos portugueses, que é “um manifesto” sobre a arte na prevenção do crime, a partir da realidade social norte-americana”. A iniciativa é um projeto solidário.

Évora é a cidade portuguesa que venceu a corrida ao título de Capital Europeia da Cultura 2027

O anúncio foi feito hoje, pelas 16h30, no Centro Cultural de Belém, em Lisboa. Évora é a cidade que vai vestir o título de Capital Europeia da Cultura em 2027.

Filme “Alma Viva”, de Cristèle Alves Meira, considerado elegível para os Óscares

O filme “Alma Viva”, da realizadora luso-francesa Cristèle Alves Meira, foi considerado elegível para uma nomeação aos Óscares de 2023, revelou a Academia de Cinema dos Estados Unidos.
Comentários