Portugal Ventures investe em startup de cibersegurança dos Açores

A Revault está incubada no Terinov – Parque de Ciência e Tecnologia da Ilha Terceira e nunca tinha tido um investidor português desde a sua fundação, em 2020.

A Portugal Ventures (PV) fez recentemente o primeiro investimento através da “Call Açores”, criada para promover o acesso ao financiamento de capital de risco a projetos inovadores da Região Autónoma dos Açores. A sociedade do grupo Banco Português de Fomento escolheu a empresa de cibersegurança Revault, que está incubada no Terinov – Parque de Ciência e Tecnologia da Ilha Terceira.

A Revault desenvolve soluções open source de segurança informática para empresas, com base em tecnologia blockchain, que procuram mitigar ou evitar erros ou roubos/fraudes nos processos de transferência de Bitcoins, quer cometidos por entidades externas (third parties), quer pelos próprios colaboradores da organização. A tecnologia permite que seja o proprietário das Bitcoins a reter a custódia das chaves privadas, impondo regras de transferência específicas.

Nesta call, a Portugal Ventures estava disponível para investir até 200 mil euros, pelo que a Revault terá recebido esse montante ou menos. O CEO da startup destacou a entrada da Portugal Ventures como “primeiro investidor português e europeu”. “Este investimento complementa a nossa estratégia de trazer para a empresa sociedades de capital de risco e business angels com know-how e track-record na indústria de Bitcoin”, afirmou Kevin Loaec, em comunicado divulgado aos meios de comunicação social.

Fundada em 2020, a Revault, cuja sede se localiza no arquipélago, fechou no final desse ano a primeira ronda de investimento (seed), num valor total de 500 mil dólares em financiamento que teve a liderança da Boost VC, da Califórnia, e da Fulgur Ventures, uma sociedade de Delaware que investe em empresas com ligações às moedas digitais.

“O investimento na Revault vai permitir reforçar a área de vendas e marketing deste projeto que se encontra, neste momento, a lançar-se no mercado internacional. São soluções como a da Revault que contribuem para posicionar Portugal como líder em I&D [investigação e desenvolvimento], potenciando a globalização da inovação nacional”, comenta Pedro de Mello Breyner, membro do conselho de administração da PV. “Estamos confiantes de que colocaremos os Açores no mapa do mundo”, crê o administrador.

A “Call Açores” foi lançada em parceria com o Governo dos Açores, onde a Portugal Ventures e a August One – Sociedade Gestora de Fundos de Capital de Risco (Singapura) investem através do Fundo de Capital de Risco Atlântico.

Os investidores lembram que a Terceira é considerada uma Zona Livre Tecnológica. “Os Açores demonstram ser um aliado crucial para o desenvolvimento deste projeto, por oferecerem condições únicas em termos de segurança física para uma empresa que presta este tipo de serviços”, destacam.

Recomendadas

Sindicatos atentos ao fundo pensões do BCP

Os Sindicatos Verticais da Banca asseguram aos associados do BCP que tudo farão “na defesa dos seus interesses no Fundo de Pensões do banco”.

BCE vigia 31 bancos por riscos associados à subida das taxas de juro

Banco Central Europeu lançou uma revisão dos riscos de taxa de juro e spread de crédito para avaliar a exposição dos bancos. Numa primeira fase irá monitorizar 31 instituições financeiras

CP transportou 70 milhões de passageiros e supera valores de 2019 no primeiro semestre de 2022

A CP – Comboios de Portugal registou, no primeiro semestre de 2022, um aumento da procura de 77,5%, quando comparado com o período homólogo de 2021, o que se traduz em cerca de 70 milhões de passageiros transportados.
Comentários