Portuguesa Saphety expande atividade até à Arábia Saudita

A tecnológica portuguesa acaba de expandir a sua atividade à Arábia Saudita, que tornou obrigatória a faturação eletrónica para todas as empresas. Assim, a empresa fundada em 2020 e adquirida pela Sovos em julho de 2021, consegues consolidar a sua atividade em 52 países.

Especializada em soluções de faturação eletrónica, troca eletrónica de documentos e apresentação eletrónica de faturas, a Saphety acaba de expandir a sua atividade à Arábia Saudita, que tornou obrigatória a faturação eletrónica para todas as empresas. Assim, a empresa fundada em 2020 e adquirida pela Sovos em julho de 2021, consegues consolidar a sua atividade em 52 países somando uma carteira de 10 mil clientes.

A expansão irá permitir que “todas as empresas nacionais cumpram as novas disposições fiscais em vigor neste país desde o início de 2022”, no âmbito de uma estratégia que “é ainda complementada pelo software fiscal da Sovos para completa conformidade do IVA, já em operação neste mercado”, detalha a Saphety, num comunicado divulgado esta terça-feira.

A aposta na Arábia Saudita é sustentada por ser “a maior economia do Médio Oriente, com um mercado consumidor superior a 33 milhões de euros”, e referindo ainda que, em 2019, o número de empresas portuguesas exportadoras para o mercado da Arábia Saudita era 545, sendo um mercado com forte potencial para a economia nacional.

De acordo com o INE, a Arábia Saudita foi o 43º cliente das exportações portuguesas de bens em 2020, com uma quota de 0,2% no total.

“A Arábia Saudita está apostada em liderar a fiscalidade eletrónica na região do Golfo Pérsico, exigindo a obrigatoriedade da faturação eletrónica para todos os contribuintes, incluindo as empresas que faturem contribuintes baseados no país”, afirma João Pereira, CCO da Saphety, adiantando que esta empresa “disponibiliza às empresas nacionais o mais completo e abrangente portefólio de soluções de faturação eletrónica para as apoiar na sua atividade nacional e internacional em dezenas de mercados, a que se junta agora a Arábia Saudita”.

 

Recomendadas

Poupanças no gás com mecanismo ibérico entre 2,3% e 34,8%

O mecanismo ibérico que colocou um travão aos preços no mercado do gás usado para produzir eletricidade gerou poupanças entre os 2,3% e os 34,8%, nos dias 17 de julho e 07 de julho, respetivamente, segundo dados divulgados esta quarta-feira.

Após multa de 48 milhões, EDP Produção pondera acionar meios legais

O Tribunal da Concorrência confirmou hoje a decisão da Autoridade da Concorrência (AdC), que atribuiu uma coima de 48 milhões de euros à EDP Produção por abuso de posição dominante, com a elétrica a avaliar recurso aos meios legais.

Prevista para este verão, burocracia atrasa decisão sobre saída do Facebook e Instagram da UE

Um regulador de privacidade irlandês agiu contra a Meta (empresa-mãe) devido a um mecanismo de transferência dos utilizadores europeus para os EUA.
Comentários