Portuguesa Unbabel compra empresa de tradução britânica Lingo24

A aquisição da tecnológica, cujo valor não foi revelado, tem como intuito permitir experiências mais consistentes e traduções de mais elevada qualidade no marketing e no apoio ao cliente.

A tecnológica portuguesa Unbabel comprou a sua concorrente britânica Lingo24 para expandir as formas de uso da sua plataforma de tradução automática para mais áreas de negócio, informou esta quinta-feira a empresa liderada por Vasco Pedro. A aquisição tem como intuito permitir experiências mais consistentes e traduções de mais elevada qualidade no marketing e no apoio ao cliente.

Com sede em São Francisco e escritórios europeus em Lisboa, Londres e Berlim, a tecnologia da Unbabel alia inteligência artificial e edição humana para ajudar as empresas a ter um serviço com auxílio multilingue. A operação recém-formalizada pretende acelerar o crescimento da tecnológica, e melhorar os indicadores de satisfação e de fidelização dos clientes das organizações com as quais trabalha.

Isto porque a Lingo24, que trabalha com marcas como Patagonia, Schneider Electric, Eventbrite, UPS ou Virgin Pulse, fornece serviços linguísticos para descrições de produtos, guias de utilizador, websites, software e aplicações multilingue .

“É o parceiro ideal para acelerar o crescimento da Unbabel pelo seu portefólio de clientes, talento notável e pela sua profunda experiência em localização, tradução e marketing. Esta aquisição permitir-nos-á proporcionar experiências multilingues consistentes e de alta qualidade não só no serviço ao cliente, mas também no marketing”, afirma o cofundador e CEO da Unbabel.

Vasco Pedro considera que com este negócio, assessorado juridicamente pela sociedade Marriott Harrison, a empresa dá “um passo importante na nossa jornada para ajudar as empresas globais a acelerar e automatizar” as suas operações de linguística.

A Unbabel e a Lingo24 integram-se nas principais plataformas CRM e CMS como Salesforce, Zendesk, Kustomer, WordPress, Drupal ou Magento, e interligam-se com os fluxos de trabalho existentes nas empresas para fornecer conteúdos multilingues através de múltiplos canais digitais. Segundo um relatório interno, 71% dos consumidores acreditam que é muito importante que uma marca promova e dê apoio aos seus produtos e serviços na sua língua materna.

“Esta aquisição permite-nos fornecer conteúdo multilingue de alta qualidade para marcas globais que procuram otimizar a sua estratégia de localização e de comunicação multilingue”, disse Andrew Campbell, CEO da Lingo24. “Podemos agora crescer além do conteúdo localizado e oferecer apoio multilingue aos nossos clientes que procuram expandir-se para novas regiões”, diz ainda o CEO.

Há cerca de dois anos, a Unbabel fechou uma ronda de investimento de 60 milhões de dólares (aproximadamente 53 milhões de euros) liderada pela sociedade de capital de risco norte-americana Point72 Ventures e que envolveu também e.ventures, a Greycroft e a portuguesa Indico Capital Partners. No início da pandemia, a empresa teve de fazer uma reestruturação e despedir 35% dos seus 250 colaboradores para “garantir a continuidade e a sustentabilidade”.

Recomendadas

Fitch melhora perspetiva do rating do BCP

A mudança de perspectiva para o rating do BCP reflete, em parte, uma maior clareza em torno do provisionamento necessário para cobrir os riscos legais do Bank Millennium com empréstimos hipotecários denominados em francos suíços, na Polónia.

AHRESP propõe 25 medidas para o OE 2023 para reduzir impacto da inflação

O cenário do próximo ano é “muito pessimista para o tecido empresarial”, pelo que são necessárias medidas de apoio às empresas e famílias, de acordo com a Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal

Apenas 18,5% das empresas em Portugal pagam a fornecedores dentro do prazo

Em Espanha, o principal parceiro comercial de Portugal, 44,4% das empresas cumprem estes prazos.
Comentários