Portugueses dominam compra de casas do projeto Vilamoura World

Cerca de 60% dos compradores das habitações dos condomínios ‘Uptown’, ‘Central’ e ‘Quintinhas’ são de origem portuguesa, num total de 15 nacionalidades diferentes e onde se destacam os cidadãos britânicos com 17% de compras efetuadas.

Os portugueses são os principais compradores do projeto Vilamoura World que engloba os condomínios ‘Uptown’, ‘Central’ e ‘Quintinhas’, num total de 97 residências, informa a promotora em comunicado esta quinta-feira, 23 de dezembro.

Ao todo, este projeto conta já com investidores de 15 nacionalidades, onde se destacam os com 17% e os franceses com 6%, sendo ainda de notar compradores oriundos dos Estados Unidos, do Brasil e do Japão.

As 31 casas do ‘Uptown’ encontram-se já totalmente vendidas, enquanto no ‘Central’, condomínio de luxo fechado, faltam vender apenas quatro dos 41 imóveis existentes. Por sua vez, o ‘Quintinhas’ conta com 25 lotes de 2.500 m2 e que permitem a construção de moradias com áreas entre os 400 e 550 m2, e que está vendido em 92%.

Este projeto conta também com outras infraestruturas, onde se inclui uma escola internacional, centros hípico e de ténis, vários campos de golfe e uma marina com mais de 800 pontos de amarração.

Miguel Palmeiro, administrador da Vilamoura World, com o pelouro comercial e de marketing, explica que foi detetada “uma alteração de hábitos tanto dos portugueses como dos estrangeiros, acentuando-se a tendência para um uso próprio das moradias do ‘Central’ e do ‘Uptown’, seja permanente ou temporário, com cerca de 72% dos casos versus o arrendamento com 28%”.

O responsável revela ainda que “na sequência de uma parceria entre a Vilamoura World e a ADA – Atelier de Arquitetura, no loteamento das Quintinhas propõe-se a construção de casas segundo o conceito PassivHaus que vai ao encontro da nossa preocupação com a sustentabilidade ambiental de Vilamoura”.

Recomendadas

PremiumPortugueses dominam em projeto de luxo em Cascais

Sandwoods conta com 39 villas com preços que atingem os 2,8 milhões de euros. Projeto deverá estar concluído em 2024, mas sector da construção civil enfrenta falta de mão-de-obra e demora no fornecimento de material.

PremiumFranceses investem até 45 milhões de euros no Barreiro

‘Ja-Ba’ (Jardim Barreiro) está a cargo da dupla de promotores Maxime Tellier e Renauld de L’Hermite, que está presente em Portugal desde o ano de 2014. “O nosso objetivo é muito claro. Fazer um projeto para os portugueses”, assumem.

PremiumOaktree, Cerberus e Vanguard na corrida à VIC Properties

A Alantra vai receber esta sexta-feira as propostas não vinculativas para a compra dos ativos da VIC Properties. A Vanguard deverá avançar para o Pinheirinho. Oaktree e Cerberus entre os interessados.
Comentários