Portugueses cada vez mais online fora de casa

Famílias com crianças são as que fazem um maior uso da internet. Jovens estudantes continuam a ser a faixa etária que mais acede a conteúdos na rede.

A percentagem de utilizadores de internet aumentou 20% desde o início da década. Segundo dados avançados pelo INE, quase três quatros da população tem acesso à internet em casa, sendo que a proporção de utilizadores é maior entre as famílias com crianças (96%).

O inquérito à utilização de tecnologias da informação e da comunicação pelas famílias mostra que 74% dos agregados familiares já utilizaram internet e 70 % afirmam tê-lo feito durante o trimestre passado. O modo de acesso mais escolhido pelas famílias é sobretudo através banda larga (73%).

As percentagens de acesso à internet são superiores à média nacional na área metropolitana de Lisboa (82%) e nas regiões autónomas da Madeira (79%) e Açores (80%).

A maioria dos utilizadores de internet têm idades compreendidas entre os 16 e os 24 anos (99%) e são estudantes (100%), sendo que, de uma forma geral, é entre as classes mais jovens que se regista uma maior prevalência na utilização de conteúdos online, que vai diminuindo à medida que vamos avançado na idade. Em termos de género, os homens são os que mais acedem à internet, 72% contra 69% das mulheres.

O telemóvel é o meio mais utilizado (78%), seguido do computador portátil (73%), computador de secretária (46%) e tablet (44%).

Em relação à participação em redes sociais, dois terços dos utilizadores assume que têm conta numa rede social e que tem por hábito partilhar frequentemente conteúdos.

Também a segurança na rede tem sido uma das preocupações dos utilizadores portugueses. Grande parte (80%) dos usuários indicam ter usado medidas de proteção da informação pessoal disponibilizada online.

Recomendadas

Desafios tecnológicos, burocracia, renováveis e perda de água em debate

A transição energética em Portugal e na Europa esteve em debate na conferência do sexto aniversário do Jornal Económico.

Equinix cria fundo solidário de 50 milhões para promover a inclusão digital

A empresa de tecnologia norte-americana criou uma nova estrutura de apoio educativo. O conselho de administração da fundação irá, todos os anos, determinar o montante de doações da fundação, de modo a cobrir a concessão de contribuições ou a correspondência com as ofertas dos colaboradores.

Transição energética não pode ser feita sem as pessoas

Empresas do sector energético destacam a importância das pessoas nos seus projetos. A transição não pode ser feita sem o envolvimento das populações locais e sem a conversão de postos de trabalho.
Comentários