PremiumPowerme: divulgar campanhas através de power banks

“A chegada da Powerme à área metropolitana do Porto e à região do Algarve é um passo importante que nos permite atingir, com Lisboa, uma audiência seis vezes superior”

Nascida em 2019, a Powerme distribui power banks pelas mesas de restaurantes, onde os clientes podem carregar o telemóvel e que, por sua vez, as empresas utilizam como suporte para divulgar a sua publicidade.

Juntando o útil ao agradável, os clientes carregam a bateria dos seus smartphones, os restaurantes prestam um serviço gratuito e as marcas, sobretudo as tecnológicas e as de automóveis, divulgam conteúdos em vídeo, fazendo chegar a sua mensagem diretamente ao público-alvo desejado, selecionado a partir da localização escolhida para o suporte digital.

Como surgiu esta ideia?
A ideia surgiu quando trabalhava numa multinacional portuguesa e vivia em Bogotá. Como diretor de operações dessa multinacional, viajava por toda a América Latina. Numa dessas viagens, estava na Cidade do México a jantar e pedi para carregar o meu telemóvel. Nessa altura, trouxeram-me um power bank à mesa.

Power bank esse que era bastante arcaico, mas já tinha publicidade em papel. E achei que era uma ótima ideia poder estar no restaurante, usufruir da refeição e poder estar a carregar o telefone, principalmente naquelas cidades em que se deixamos o telefone em qualquer lado, ele pode desaparecer.

Entretanto, continuei a minha carreira na América Latina e, quando voltei para Portugal, decidi sair do grupo onde estava. Quando comecei a pensar no que queria fazer, lembrei-me dos power banks e comecei a explorar a ideia. Logicamente não podia ser em papel, tinha que ser digital e então comecei à procura. Encontrei fora de Portugal (infelizmente em Portugal fica muito caro fabricar os power banks) um fornecedor que conseguisse fazer o que eu queria. Então, foi criado um power bank com ecrã digital, wi fi e backoffice. O que se faz é ligar o power bank ao wi fi do restaurante e colocar-lhe os conteúdos dentro.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

Os desafios e constrangimentos de Christine Ourmières-Widener no primeiro ano

Christine Ourmières-Widener cumpre este sábado um ano como presidente executiva da TAP, um período marcado pelos desafios e constrangimentos da execução do plano de reestruturação, um compromisso que assumiu no primeiro dia.

PremiumAuditoria ao Novobanco há meses à espera do Parlamento

A terceira auditoria da Deloitte ao Novobanco foi entregue aos deputados em abril, mantendo-se como confidencial de forma provisória. Desde então, o tema não voltou a ser discutido.

Operação da TAP em níveis de 2019 mas conflitos laborais ameaçam verão

As dificuldades nas negociações entre a TAP e os sindicatos, numa altura em que o tráfego está próximo de níveis de 2019, ameaçam perturbar a operação no verão, com as estruturas a darem indicações de que poderão convocar greves.
Comentários