Preço por metro quadrado do IMI aumenta para 615 euros já a 1 de janeiro

Contribuintes têm apenas até ao final do ano para entregar o pedido de avaliação e poupar no Imposto Municipal sobre Imóveis. Subida é de 12 euros face ao valor que se registou nos últimos oito anos.

Se está a pensar em pedir uma avaliação do valor patrimonial tributário da sua habitação e assim poupar no Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI), tem até ao final deste ano para o fazer. Isto porque, a partir do dia 1 de janeiro de 2019, o preço do IMI vai aumentar dos 603 euros (registados entre 2010 e 2018) para os 615 euros.

Para saber se vale a pena fazer um pedido de atualização a DECO disponibiliza um simulador no qual só tem de colocar os seus dados . Desde 2007, o valor do metro quadrado tem vindo sempre a crescer: dos 600 euros iniciais até 615 euros.

Em 2009, o Fisco baixou gradualmente os preços para responder à crise no mercado imobiliário, para os 609 euros e desde 2010, fixou-se nos 603 euros. A 20 de dezembro de 2018, foi publicada uma portaria que fixa o valor de construção em 615 euros a partir de 1 de janeiro de 2019.

Este crescimento do metro quadrado pretende acompanhar a valorização dos imóveis. Contudo, vai inviabilizar que muitos contribuintes possam reduzir o IMI a pagar, se pedirem uma nova avaliação a partir de 1 de janeiro de 2019.

Recomendadas

Saiba onde vão estar os radares da PSP neste mês de outubro

A Polícia de Segurança Pública tem uma lista de locais onde haverá operações de controlo de velocidade. Em Lisboa, esta quinta-feira, a ação ocorreu no Arco do Cego. Amanhã o foco será Amadora, Setúbal, Portalegre, Leiria, Bragança, Braga e Beja.

Saiba como navegar na internet em segurança

Fraudes, roubos de identidade e dados, phishing, fake news, ataques a perfis, entre outros esquemas podem “atacar” os utilizadores do mundo digital caso não tomem as devidas precauções.

Conheça algumas dicas para tornar a sua casa mais confortável no próximo inverno

Com o aproximar do inverno e em contexto de crise energética, torna-se ainda mais relevante aumentar a eficiência energética no interior das habitações. A plataforma online Taskrabbit dá a conhecer algumas dicas.
Comentários