Preços da banda larga caíram 3,8 % nos últimos 12 meses em Portugal

Portugal regista uma das maiores descidas dos preços da internet fixa na Europa. Entre os 27 Estados-membros da UE, a variação média foi de +0,9%.

Que tática devo usar durante o processo de procura ativa?

Os preços dos serviços de internet fixa baixaram 3,8% nos últimos 12 meses em Portugal, destaca a Associação dos operadores de comunicações eletrónicas (Apritel) num comunicado enviado esta quarta-feira ao Jornal Económico.

Os números contrastam com a variação média dos 27 Estados-membros da UE, que registaram um aumento de 0,9%, de acordo com dados do Eurostat referentes a agosto e citados na mesma nota.

O documento destaca a “forte dinâmica competitiva do mercado português de comunicações eletrónicas”, num momento em que a generalidade dos sectores vê os respetivos custos aumentarem significativamente, com o Eurostat a posicionar a taxa de inflação em 9% no mês de agosto.

Com uma média de -3,8%, Portugal é segundo país com a maior baixa no Índice harmonizado de preços no consumidor (IHPC) no que diz respeito à banda larga, logo a seguir à Eslovénia, onde os preços caíram 11,8% nos últimos 12 meses. Por outro lado, França é o país com o maior aumento, fixado em 3,4%.

Recomendadas

Cinco milhões para ações de emergência na serra da Estrela até final do ano

O ministro do Ambiente e da Ação Climática, Duarte Cordeiro, disse que o Fundo Ambiental disponibiliza, até ao final do ano, cerca de cinco milhões de euros para ações de emergência.

Costa Silva: Próximos anos não vão ser “cor-de-rosa” para a economia portuguesa

António Costa Silva, ministro da Economia, afirma que “não é com receitas do passado que vamos resolver os problemas”, defendendo que “para resolver os problemas de curto prazo, precisamos de uma visão de longo prazo”.

PRR: Inspeção-Geral de Finanças já deu parecer positivo a pagamento da 2.ª tranche

A Inspeção-Geral das Finanças (IGF) deu parecer positivo ao pagamento da segunda tranche do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), no valor de cerca de dois mil milhões de euros, seguindo agora o pedido de Portugal para Bruxelas.
Comentários