Preços da produção industrial sobem 1,1% na zona euro e 1,3% na UE em junho

Comparando os preços registados em junho com o mesmo mês do ano passado, verificam-se aumentos de 35,8% na zona euro e 36,1% na União, segundo dados revelados esta quarta-feira pelo Eurostat.

Os preços da produção industrial subiram 1,1% na zona euro e 1,3% na UE em junho, comparados com o mês de maio, de acordo com dados divulgados hoje pelo Eurostat.

Se comparado o mês de junho com o mesmo mês do ano passado, a escalada dos preços alcançou os 35,8% na zona euro e 36,1% na UE.

Segundo o serviço estatístico comunitário, os preços da produção industrial na zona euro, em junho, face ao mês anterior, subiram 2,7% no sector energético, 0,7% nos bens duradouros e não-duradouros e 0,4% nos bens intermédios e bens capitais. Os preços na indústria completa, excluindo a energia, aumentaram 0,4%.

No que diz respeito à UE, os mesmos preços subiram 3,2% no sector energético, 0,8% nos bens duradouros de consumo, 0,7% nos não-duradouros, 0,4% nos bens intermédios e 0,3% nos bens capitais. Ao todo, se deixada de fora a energia, os preços da indústria subiram 0,5%.

As subidas mensais mais acentuadas ocorreram na Irlanda (13,2%), Lituânia (5,2%), assim como na Letónia e Finlândia (ambas 4%). Foram observadas quebras na Grécia (-3,2%) e no Luxemburgo (-2,2%). Em Portugal, foi registado um crescimento de 2,6%.

Os preços da produção industrial na zona euro no mês de junho, comparados com o período homólogo, junho de 2021, subiram 92,8% no sector da energia, 23,8% nos bens intermédios, 12,5% nos bens não-duradouros de consumo, 9,5% nos duradouros e 7,6% nos bens capitais. Os preços da indústria, excluindo a energia, aumentaram 15,6%

Na UE, os preços da produção industrial cresceram 92,0% no sector energético, 24,1% nos bens intermédios, 13,4% nos bens não-duradouros de consumo, 10,0% nos duradouros e 7,8% nos bens capitais. Os preços na indústria, deixada de fora a energia, subiram 16,2%.

Os preços na produção industrial subiram em todos os estados-membros da União, com as maiores escaladas a serem verificadas na Roménia (61,2%), Dinamarca (55,5%) e Lituânia (52,5%). Em Portugal, registou-se um aumento de 27,3%.

Recomendadas

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta terça-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta terça-feira.

Revista de imprensa internacional: as notícias que estão a marcar a atualidade global

FBI realiza buscas na propriedade de Donald Trump em Mar-a-Lago, nos EUA; Rússia aponta as sanções dos EUA como motivo para não receber inspeções ao seu arsenal nuclear; governo espanhol vai levar ao tribunal constitucional as regiões autónomas que incumpram acordo de redução de consumo energético

Exportações de bens aumentaram 37,1% e importações 41,6% em junho

Em termos homólogos, as variações resultaram num aumento do défice da balança comercial na ordem dos 903 milhões de euros, revelou hoje o Instituto Nacional de Estatística.
Comentários