Preços das casas com subida homóloga de 11,7% em novembro

Em relação ao mês anterior verificou-se também um crescimento de 1,3%, sendo este o terceiro aumento mensal consecutivo. Preço médio de venda a nível nacional fixou-se nos 1.878 euros/m2.

Cristina Bernardo

Os preços das casas registaram um crescimento de 11,7% no mês de novembro em comparação com o mesmo período de 2020, de acordo com os dados revelados pelo índice de preços residenciais da Confidencial Imobiliário esta quarta-feira, 29 de dezembro.

Este valor confirma a tendência de retoma deste indicador depois de no final do segundo confinamento geral em março de 2021 os 2,6%, naquela que foi a variação mais baixa dos últimos cinco anos e 13 pontos percentuais (p.p.) abaixo do verificado no início da pandemia (15,6% em março de 2020).

Em relação ao mês anterior verificou-se também um crescimento de 1,3%, sendo este o terceiro aumento mensal consecutivo.

Por sua vez, o preço médio de venda a nível nacional fixou-se nos 1.878 euros/m2, atingindo os 2.625 euros/m2 na habitação nova e os 1.804 euros/m2 na habitação usada.

Ricardo Guimarães, diretor da Confidencial Imobiliário, salienta que “um dos principais fatores a influenciar a subida de preços continua a ser a falta de oferta disponível num contexto de procura que se mantém dinâmica”, acrescentando que os operadores começam também a dar sinais de preocupação “pelo facto de essa falta de oferta poder, a prazo, afetar a atividade, travando as vendas”.

Recomendadas

PremiumNorfin estima investir 750 milhões de euros em projetos até 2027

Deste valor, 700 milhões serão direccionados para a promoção de construção nova, nomeadamente, 350 milhões para a área residencial, 200 milhões para o segmento de escritórios, 100 milhões de euros para o sector da hotelaria e 50 milhões de euros em retalho.

PremiumMaior negócio imobiliário do ano em Portugal atrai 20 propostas (com áudio)

As propostas não vinculativas para a compra dos ativos que a VIC Properties pôs à venda foram entregues na passada sexta-feira. Entre as mais de 20 propostas entregues está a da Vanguard Properties para a Herdade do Pinheirinho.

Prestação da casa sobe entre 108 e 251 euros em dezembro

A prestação da casa paga pelos clientes bancários no crédito à habitação vai subir acentuadamente este mês nos contratos indexados à Euribor a três, seis e 12 meses, face às últimas revisões, segundo a simulação da Deco/Dinheiro&Direitos.
Comentários