Preços das comunicações em Portugal caíram 1,2% em novembro. Segunda maior descida da UE

Os pacotes de comunicações, usados por 90,3% das famílias portuguesas, baixaram 2,2% e os serviços em internet fixa desceram 5.3%.

Os preços das comunicações em Portugal registaram uma descida de 1,2% em novembro face ao mês anterior, o que significou a segunda maior descida da União Europeia (UE), de acordo com os dados do Eurostat e citados pela Associação dos Operadores de Comunicações Eletrónicas (APRITEL)) esta quarta-feira, 22 de dezembro.

Os pacotes de comunicações, usados por 90,3% das famílias portuguesas, baixaram 2,2% e os serviços em internet fixa desceram 5.3%.

Por sua vez, a taxa de cobertura de redes fixas de alta velocidade aumentou, tendo atingido uma cobertura de 91,4% no terceiro trimestre de 2021, o que significou um crescimento de 5,6% nos últimos doze meses.

Já nos últimos 36 meses, o índice dos preços dos serviços de comunicações eletrónica desceu 2,8% enquanto na União Europeia a redução foi de 0,9%. Uma tendência que se manteve nos últimos 12 meses, com os preços na UE a subirem 0,4% e em Portugal 0,3%.

Recomendadas

EDP emite 500 milhões de dólares de ‘green bonds’ a 5 anos

Esta emissão destina-se ao financiamento (ou refinanciamento) do portfólio de projetos renováveis elegíveis da EDP, anuncia a empresa.

Metro de Lisboa tem um novo Provedor do Cliente e é o ex-ministro Vieira da Silva

Vieira da Silva foi eleito Provedor do Cliente do Metro de Lisboa, mas é “um contrato de prestação de serviço não remunerado”. O mandato é de um ano, renovável sucessivamente por iguais períodos.

“Nem eu nem a FPF quisemos criar esquema para iludir a AT”, defende selecionador sobre empresa que detém

Fernando Santos pretendia a anulação de liquidação de IRS no valor de cerca de 4 milhões de euros, verba relativa aos anos 2016 e 2017, sabe o JE. O contrato celebrado entre o selecionador e a FPF foi efetuado através de uma empresa, sendo que o respetivo IRC já foi liquidado.
Comentários