Preços do petróleo em queda após China reduzir quotas de importação

Os preços globais do petróleo recuperaram entre 50% a 60% em 2021, à medida que a procura por combustível voltou a atingir os níveis pré-pandémicos e os profundos cortes de produção pela OPEP + na maior parte do ano colmataram o excesso de oferta.

Os preços do petróleo voltaram a diminuir esta quinta-feira, na sequência do maior importador mundial, a China, ter reduzido o primeiro lote de alocações de importação de petróleo bruto para 2022, compensando o impacto dos dados dos EUA que revelam que a procura por combustível se manteve, apesar do aumento das infeções por Covid-19, potenciado pela variante Ómicron, segundo a “Reuters”.

Os preços do petróleo reduziram os ganhos anteriores depois de a China ter decidido reduzir o primeiro lote de quotas de importação de 2022 para refinadores independentes em 11%.

“O sentimento do mercado enfraqueceu com as preocupações de que o governo chinês pudesse tomar medidas mais rígidas”, disse um analista de Singapura citado pela “Reuters”, referindo-se às refinarias independentes.

Os preços globais do petróleo recuperaram entre 50% a 60% em 2021, à medida que a procura por combustível voltou a atingir os níveis pré-pandémicos e os profundos cortes de produção pela Organização dos Países Exportadores de Petróleo e os seus aliados (OPEP +) na maior parte do ano colmataram o excesso de oferta.

Os dados da U.S. Energy Information Administration revelam que os stocks de petróleo bruto caíram 3,6 milhões de barris na semana até 24 de dezembro, mais do que os analistas consultados pela “Reuters” esperavam.

Os stocks de gasolina e combustiveis destilados também caíram, em comparação com as previsões dos analistas para construções, indicando que a procura permaneceu forte, apesar dos casos recorde de Covid-19 nos Estados Unidos.

Os preços do petróleo também obtiveram apoio de medidas tomadas pelos governos para limitar o impacto de casos recorde de Covid-19 sobre o crescimento económico, como a flexibilização das regras de teste.

A OPEP + reunirá a 4 de janeiro para decidir se continuará a aumentar a produção em fevereiro.

Recomendadas

Cotação do barril Brent para entrega em novembro baixa para 87,96 dólares

A cotação do barril de petróleo Brent para entrega em novembro terminou esta sexta-feira no mercado de futuros de Londres em baixa de 0,73%, para os 87,96 dólares.

Wall Street encerra sessão com principais índices a perder mais de 1,50%

No momento de fecho o Dow Jones recua 1,71%para 28.725,84 pontos, o S&P 500 cede 1,51% para 3.585,40 pontos e o tecnológico Nasdaq desvaloriza 1,51% para 10.575,62 pontos. 

PremiumAções com pior mês desde junho e pode não ficar por aqui

Libra em forte desvalorização e juros da dívida do Reino Unido disparam após polémico “mini-orçamento” de Liz Truss.
Comentários