Preços na produção industrial cresceram 20,5% em 2022

Em dezembro, a variação homóloga foi de 10,6%, uma desaceleração de 3,4 pontos percentuais.

O Índice de Preços na Produção Industrial (IPPI) registou uma variação homóloga de 10,6% em dezembro de 2022, o que significa uma desaceleração de 3,4 pontos percentuais (p.p.) face ao mês anterior. Tudo somado, no último ano o índice subiu 20,5% (8,9% no ano anterior) e no quarto trimestre de 2022 o índice aumentou 13,6% (variação de 22,2% no trimestre anterior).

De acordo com os dados do Instituto Nacional de Estatística (INE), os índices para o mercado interno e externo tiveram variações anuais de 20,5% e 20,4%, respetivamente (11,0% e 5,2% no ano anterior). Excluindo o agrupamento de energia, a variação média do índice total foi de 14,5% (5,6% em 2021).

No quarto trimestre de 2022, o agrupamento da energia teve grande peso no abrandamento dos preços, com uma taxa de variação de 13,2% neste período (48,0% no terceiro trimestre).

Em dezembro, registou-se uma desaceleração mensal no IPPI pelo sexto mês consecutivo, o que comprova a tendência de abrandamento dos preços. Também neste mês, a evolução foi grandemente influenciada pelos registos dos preços da energia, com um aumento de 3,3% em dezembro (15,3% no mês precedente).

Recomendadas

PMI da zona euro em terreno positivo pela primeira vez desde o verão

As perspetivas económicas da zona euro continuam a melhorar, numa altura em que a inflação tem abrandado. PMI está acima dos 50 pela primeira vez desde o verão deste ano.

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta sexta-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta sexta-feira.

PremiumHá novos aumentos do desemprego à vista

Há dois meses consecutivos que o desemprego medido pelo INE está a subir, trajetória para a qual já chamou a atenção o presidente da CIP. Economistas admitem novos aumentos, mas dizem que ainda não estão preocupados.
Comentários