Premier League renova acordo de direitos de transmissão para África e Médio Oriente

O acordo envolve a transmissão de 380 jogos por temporada em 24 países diferentes, e a distribuição estará a cargo da “BeIN Sports”.

A primeira liga inglesa de futebol (Premier League) anunciou a renovação do acordo que prevê a transmissão televisiva dos jogos para África e Médio Oriente a cargo da “BeIn”. O contrato é, segundo a “Bloomberg”, de 500 milhões de dólares (408 milhões de euros) e terá a validade de três anos, entre 2022 e 2025. O valor é o mesmo que a “BeIN” desembolsa atualmente.

Ricard Masters, CEO da Premier League, afirmou através de um comunicado que “os nossos clubes têm milhões de fãs em todo o Médio Oriente e Norte da África e a BeIN desempenhou um papel muito importante na promoção da Premier League, ajudando-nos aproximar os fãs dos clubes e jogadores”. O acordo envolve a transmissão de 380 jogos por temporada em 24 países diferentes.

Uma das novidades do novo contrato é a inclusão da Arábia Saudita no lote de países onde a Premier League será transmitida. Nasser Al-Khelaifi, presidente do BeIN Media Group, sublinhou que o acordo “demonstra que os detentores de direitos televisivos que fazem mais para proteger a sua propriedade intelectual também estão a fazer mais para proteger o valor dos seus direitos de media”.

Em setembro deste ano, a Premier League fechou outro acordo de direitos televisivos desta feita para o maior mercado asiático, a China, no valor de 600 milhões de libras (664 milhões de euros) com a operadora Pptv, poucos dias depois firmou outro contrato com a também chinesa, Tencent, para a transmissão de todos os jogos da presente temporada.

A Premier League estima que vai faturar 4,2 mil milhões de libras (4,6 mil milhões de euros) até 2022 em vendas internacionais referentes aos seus direitos televisivos, significativamente mais do que os 3,2 mil milhões de libras (3,5 mil milhões de euros) faturados nos três anos anteriores.

Recomendadas

Grupo de direitos das mulheres apela à FIFA que exclua Irão do Campeonato do Mundo

“Por que a FIFA daria ao Estado iraniano e aos seus representantes um palco global, enquanto não apenas se recusa a respeitar os direitos humanos e dignidades básicos, mas atualmente está a torturar e matar o seu próprio povo?”, questionam na carta enviada ao representante do organismo.

Violência no futebol: o que muda com as novas leis? Veja o “Jogo Económico”

Vêm aí novas leis destinadas ao combate da violência no desporto e nesta edição, vamos conhecer ao detalhe as medidas que estão a ser preparadas para o Governo e perceber se se adequam à realidade do fenómeno em Portugal. Daniel Seabra, antropólogo e professor universitário com obra publicada sobre o fenómeno das claques em Portugal, é o convidado do “Jogo Económico”.

SAD Sporting aprova contas, remunerações e nova direção sem Holdimo

A SAD do Sporting aprovou os 11 pontos discutidos na Assembleia Geral da sociedade, que terminou durante a madrugada desta sexta-feira, entre as quais as contas, as remunerações e o novo conselho de administração para 2022-2026, sem a Holdimo.
Comentários