Prémio Primus Inter Pares oferece MBA a três universitários

As inscrições para a 17ª edição do prémio do Santander decorrem até 16 de fevereiro de 2020.

O Primus Inter Pares destina-se a estudantes de Gestão, Economia e Engenharia, premiando os três melhores candidatos com a frequência de um programa de MBA numa business school à sua escolha. A foto mostra os vencedores do ano passado.

O candidato pode optar dentro de  um naipe que inclui o IESE, em Barcelona; IE Business School em Madrid, Lisbon MBA, parceria entre a Católica-Lisbon e Nova-SBE, ISCTE-INDEG, ISEG e Porto Business School. Os quarto classificados recebem um curso de pós-graduação.

São requisitos para concorrer: nacionalidade portuguesa, menos de 26 anos e frequentar o último ano de mestrado, na sequência de uma licenciatura em Gestão de Empresas, Economia ou Engenharia.

Os candidatos passarão depois por diversas provas de avaliação, que irão apurar os 24 finalistas e, posteriormente, os cinco melhores, que serão entrevistados pelo júri do Prémio. Os vencedores serão anunciados numa cerimónia em junho do próximo ano.

O Prémio Primus Inter Pares é uma iniciativa do Banco Santander e do Jornal Expresso e visa  contribuir para “o desenvolvimento de uma cultura de rigor, profissionalismo e excelência na gestão de empresas, através da concessão de oportunidades privilegiadas para formação académica complementar”.

 

 

Recomendadas

Fundação Santander lança mil bolsas para curso de negócios digitais

A Fundação Santander lançou mil bolsas que dão acesso ao curso Digital Business Development do Técnico+ Formação Avançada, unidade de pós-graduação do Instituto Superior Técnico.

Nova SBE abre centro de conhecimento dedicado à inovação aberta criada pelo utilizador (com áudio)

É o novo centro de conhecimento da escola de negócios de Carcavelos e tem como objetivo produzir e disseminar conhecimento na área da gestão da inovação.

Prémio de Empreendedorismo Professor José Adriano atribuído a professora do Politécnico de Leiria

Leopoldina Alves foi reconhecida pelo seu contributo para a afirmação de uma cultura de empreendedorismo no ensino superior politécnico em Portugal. Recebeu o prémio no encerramento do Poliempreende maior iniciativa do género no país.
Comentários