PremiumPreservar o mirandês num mundo onde as línguas regionais estão em extinção

Em Terra de Miranda, há elementos da sociedade civil que não deixam esmorecer uma causa que entendem ser nacional e não apenas regional: a preservação da língua e cultura mirandesa. As suas propostas constam do Roteiro para a região, já apresentado aos decisores políticos e assente numa visão de futuro.

“nós só salvamos o mirandês se travarmos o processo de desertificação humana. Se queremos que as pessoas voltem ou se mantenham, temos de aumentar as condições de produção de riqueza” no nordeste transmontando.

O alerta é dado por José Maria Pires do Movimento Cultural Terra de Miranda (MCTM), concluindo que a sobrevivência da língua está dependente do fim da sangria de pessoas na região.

As línguas são um dos maiores, senão o maior, desenvolvimento alcançado pelo ser humano. Para além de serem um sistema de comunicação, abarcam igualmente um vasto conjunto de valores e crenças, constituindo uma janela para diferentes formas de olhar o mundo.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

Grandes nomes da fotografia norte-americana do séc. XX na Casa dos Cubos

A coleção “Farm Security Administration” é um dos mais extraordinários arquivos fotográficos da História e está agora em exposição no Centro de Estudos de Fotografia – Casa dos Cubos, em Tomar, até dia 19 de março.

Balena cria materiais biodegradáveis para a moda

A Balena criou um termoplástico biodegradável e compostável que pode ser integrado nos processos de fabrico de vestuário existentes.

Celebrar 20 anos de KINO, a mostra de cinema de expressão alemã

De 2 a 8 de fevereiro, o Goethe-Institut Portugal traz a Lisboa o melhor cinema da Alemanha, Áustria, Suíça e Luxemburgo. Mas não só. Fazendo jus ao mote deste ano, “Novos Começos”, o cinema de expressão alemã vai estender-se a outras três cidades: Lagos, Coimbra e Porto.
Comentários