Presidente angolano nomeia novo Conselho da República com 23 personalidades

Foram indicados para o órgão colegial consultivo do chefe de Estado, a vice-presidente da República, Esperança Maria da Costa, a presidente da Assembleia Nacional, Carolina Cerqueira, o procurador-geral da República, Hélder Fernando Pitta Gróz.

O Presidente angolano, João Lourenço, indicou esta terça-feira 23 personalidades para integrar o Conselho da República, incluindo líderes políticos e religiosos, empresários e jornalistas, a maioria ligada ao MPLA e anteriormente nas funções de conselheiros.

Segundo uma nota foram indicados para o órgão colegial consultivo do chefe de Estado, a vice-presidente da República, Esperança Maria da Costa, a presidente da Assembleia Nacional, Carolina Cerqueira, o procurador-geral da República, Hélder Fernando Pitta Gróz.

O Conselho da República integra também todos os líderes dos partidos com assento parlamentar: União Nacional para a Independência Total de Angola (UNITA), Frente Nacional de Libertação de Angola (FNLA), Partido da Renovação Social (PRS), Partido Humanista de Angola (PHA), bem como a vice-presidente do Movimento Popular de Libertação de Angola (MPLA, no poder desde a independência, em 1975).

Vão também fazer parte deste órgão, várias personalidades que participavam anteriormente no Conselho da República, como os empresários Alfeo Sachiquepa, Manuel António Monteiro e Carlos Cunha, o rei dos Baiacas, António Charles Muanauta Cabamba, e a ambientalista Fernanda René.

Mantêm-se os líderes religiosos Deolinda Dorcas Teca, secretária-geral do Conselho de Igrejas Cristãs em Angola (CICA), o reverendo Luis Nguimbi, presidente do Fórum Cristão Angolano, e a líder da Igreja Teosófica Espírita, a profetisa Suzete João.

Foram novamente chamados os jornalistas Ismael Mateus e Susana Mendes, aos quais se junta agora a também jornalista Paula Simons.

Mantém-se também o escritor Adriano Botelho de Vasconcelos, Jorge Alicerces Valentim (ex-dirigente da UNITA que se juntou ao MPLA) e a académica Rosa Maria Martins da Cruz e Silva.

Passa também a integrar o Conselho da República o ex-ministro da Justiça Francisco Queiroz.

Recomendadas

ONU alerta para 48 milhões com fome na África Ocidental

A Organização das Nações Unidas alertou hoje que o número de pessoas que passam fome na África Ocidental pode chegar a 48 milhões no próximo ano, incluindo 9 milhões de crianças, se não forem tomadas medidas urgentes.

PremiumEstado angolano prepara regresso da UNITEL ao sector privado

Depois de se ter tornado sócio maioritário por via da nacionalização de participações acionistas, o Governo angolano avança, mas sem dar grandes novidades. Economista propõe plano de internacionalização focado na SADC e PALOP.

Primeiro-ministro de Cabo Verde quer acordo de competividade a médio prazo entre patrões e sindicatos

“Apesar das crises e ultrapassando as crises com muita resiliência, nós estamos a construir a retoma e o relançamento com forte suporte do setor privado”, afirmou o chefe do Governo, na abertura do debate mensal no parlamento, na Praia, neste caso dedicado ao tema “O Setor Privado na estratégia de desenvolvimento sustentável de Cabo Verde”.
Comentários