Presidente da ESAI: “A Escola existe porque a sociedade exige uma formação específica, prática e direcionada”

Julie Lefebvre, presidente da ESAI, dá a conhecer a oferta especializada da Escola focada nas atividades imobiliárias e traça o perfil de quem a frequenta. 

A ESAI – Escola Superior de Atividades Imobiliárias foi fundada em 1989, em Lisboa. A sua oferta formativa é composta por um mestrado, diversas licenciaturas, MBA’s, assim como cursos técnicos e de especialização em diversas áreas do setor, de curta e média duração. Na área da investigação conta com o Centro de Investigação Científica da Construção e do Imobiliário (CICCOI),  criado em 2003 virado para a inovação na forma de estudar o mercado imobiliário. A Escola é também parte integrante da SPESI – Sociedade de Promoção do Ensino Superior Imobiliário –, que tem como objetivo promover a ESAI e assegurar a formação de licenciados e outros técnicos em atividades imobiliárias, garantido a implementação de todas as estruturas necessárias. Ao Jornal Económic, Julie Lefebvre apresenta a oferta e os aspetos diferenciadores da Escola e traça o perfil de quem a frequenta.

 

Qual o perfil do aluno que frequenta a ESAI?

Neste momento e, em virtude da multiplicidade dos mecanismos de acesso ao Ensino Superior, da diversidade das origens dos alunos e do aumento da própria oferta formativa, podemos falar de um perfil de aluno, mais amplo e heterogéneo no que concerne às suas características, mas ainda assim, homogéneo nas motivações e objetivos que o trazem à Escola. A flexibilização do acesso ao Ensino Superior, complementado por concursos e regimes especiais, (caso dos maiores de 23 anos, outros cursos superiores, alunos estrangeiros e os titulares de cursos de dupla certificação e artísticos especializados) tem potenciado a integração de candidatos com qualificações diversas e um perfil específico, diferente, na maior parte dos casos, do aluno proveniente do regime geral de acesso. Falamos de um perfil que, independentemente de estar mais ou menos relacionado com a área do imobiliário e da construção, procura um ensino de teor prático, altamente profissionalizante e atento às novas demandas do mercado laboral e às mudanças sociais.

 

O que procura ele?

Muito mais que um emprego ou uma saída profissional, é um aluno que procura um estudo em proximidade e a criação de uma rede de networking, onde a experiência e opinião de docentes e outros alunos são “pontes” facilitadoras para o seu crescimento pessoal e profissional. Em termos de proveniência do aluno, a aposta tecnológica que a ESAI fez, nomeadamente na digitalização do ensino, tem potenciado a captação de novos públicos fora da base regional de recrutamento (Área Metropolitana de Lisboa) e tem permitido a frequência do Ensino Superior por alunos residentes nas mais diversas regiões do país, ilhas, de alguns países europeus, do Brasil e de Angola, contribuindo assim, para um perfil de aluno multicultural e sem fronteiras. É, efetivamente, um aluno que valoriza cada vez mais e procura, a participação em projetos de investigação e de produção científica, em redes de parcerias, de cooperação e de mobilidade internacional.

 

Que graus atribui a ESAI?

A ESAI tem atualmente, na sua oferta formativa conferente de grau, cursos únicos em Portugal, nomeadamente a Licenciatura em Gestão Imobiliária, a Licenciatura em Gestão da Edificação e Obras e o Mestrado em Avaliação e Gestão de Ativos Imobiliários.

 

Que outra formação oferece?

A ESAI disponibiliza um leque alargado de oferta formativa, ao nível graduado e pós-graduado, vários programas de estudos especializados e “à medida” com uma forte ligação ao mundo empresarial (do imobiliário e áreas transversais). A estreita articulação com o mercado do trabalho, seja através da rede de parceiros, seja através dos seus docentes e alunos, também eles agentes no mercado, garante a constante atualização e adequação dos programas e conteúdos formativos. De igual a forma, também a integração no Conselho Consultivo da Escola de personalidades de reconhecido mérito, representantes das principais entidades nacionais nas áreas educativa, sociocultural e profissional dos cursos ministrados, permite um olhar externo, objetivo e atento às necessidades do mercado. A ESAI existe, porque a sociedade exige uma formação específica, prática e direcionada.

Atualmente, a oferta formativa da ESAI integra os seguintes programas: · Licenciatura em Gestão Imobiliária; · Licenciatura em Gestão da Edificação e Obras · Mestrado em Avaliação e Gestão de Ativos Imobiliários · MBA em Gestão e Mediação Imobiliária · MBA em Avaliação Imobiliária · CTeSP em Mediação Imobiliária · CTeSP em Gestão de Condomínios e Edifícios. Oferece também muitos outros cursos de Formação Executiva especializada no setor imobiliário e áreas transversais.

 

Quais são as novidades para o próximo ano letivo?

Para além da abertura de vagas ao nível das licenciaturas e mestrado, cujo concurso de acesso se encontra em curso, a ESAI apresentará no ano letivo de 2022/23, dois MBA´s Executivos, únicos no país: A 2.ª edição do MBA em Gestão e Mediação Imobiliária, previsto para iniciar em outubro – MBA dirigido a Consultores Imobiliários que procuram evoluir na carreira ou constituir Equipa, Gestores de Equipa e Diretores Comerciais, Responsáveis de Operações e Recrutamento, Brokers e donos de Agências, Investidores e Empreendedores do setor Imobiliário. A 1.ª Edição do MBA em Desenvolvimento Urbano Sustentável e Cidades do Futuro – dirigido a todos os profissionais “relacionados com a cidade”, arquitetos, urbanistas, engenheiros, investidores, promotores e mediadores imobiliários, fundos de investimento, e profissionais da construção.

A Comissão de Avaliação (CAE) da Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior (A3ES) deu parecer favorável à acreditação da Licenciatura em Engenharia Civil, em associação entre a ESAI e o Instituto Politécnico de Tomar. Assim, acreditamos existir uma forte probabilidade de virem a ser abertas candidaturas para a frequência deste novo Ciclo de Estudos no ano letivo 2022/2023.

 

Em que medida, a Escola pode contribuir para aumentar a qualidade da gestão em Portugal?

As Instituições de Ensino Superior são os alicerces para a construção de economias mais sólidas e sociedades mais justas. A ESAI, assume na sua missão, a formação de capital humano, a produção de conhecimento e a transferência de know-how, com a implementação de metodologias inovadoras, eminentemente práticas e ativas e orientadas para as melhores práticas na área da gestão e das ciências empresariais. O contributo da Instituição torna-se claro, com a colocação à disposição da sociedade, de ativos valiosos, técnica e cientificamente qualificados e determinantes para o desenvolvimento económico e social, a competitividade e sustentabilidade do país.

Recomendadas

Câmara da Lourinhã vai apoiar pagamento de rendas para fins habitacionais

A câmara da Lourinhã vai apoiar as famílias no pagamento de rendas para habitação, tendo a assembleia municipal aprovado na noite de sexta-feira um regulamento nesse sentido.

Preço médio das casas do Canadá vai custar perto de 500 mil euros até ao fim de 2023

Aumento das taxas de juro acima do previsto pelo Banco do Canadá estão a fazer com que os custos com a habitação consumam 60% das finanças das famílias, o valor mais elevado desde 1990.

Merlin Properties compra sede do Novobanco na Avenida da Liberdade por 112 milhões

A informação do comprador foi confirmada pela entidade bancária esta sexta-feira em comunicado, depois de já ter avançado com o valor do negócio nas últimas semanas.
Comentários