Presidente da PwC: incerteza económica e geopolítica afeta setor dos seguros

José Manuel Bernardo é o primeiro orador no Fórum Seguros, organizado pela PwC e pelo Jornal Económico.

O presidente da PwC alertou hoje que a conjuntura económica e geopolítica está a afetar o setor dos seguros. No Fórum dos Seguros, organizado pela PwC e pelo Jornal Económico, José Manuel Bernardo considera que os agentes do setor tê de se adaptar a uma realidade dinâmica.
“É uma época complexa. Estamos num momento de incerteza em termos geopolíticos e de evolução tecnológica”, referiu o responsável, sublinhando que estes desenvolvimentos afetam toda a economia mas o setor dos seguros em particular. “Os players tem de se adaptar.Os desafios não são fáceis”, frisou.
O Fórum Seguros decorre durante a manhã de quarta-feira, com uma intervenção inicial de José Figueiredo Almaça, presidente da Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões (ASF).

Seguir-se-ão as intervenções de Carlos Maia, Insurance Lead Partner da PwC e de José Galamba de Oliveira, Presidente da Associação Portuguesa de Seguradores.

O Fórum ficará concluído com uma mesa redonda sobre os desafios e tendências do setor segurador, que contará com as participações de Jan de Pooter (CEO da Tranquilidade), Isabel Castelo Branco (CEO da BPI Vida e Pensões), Nelson Machado (CEO da Ocidental Vida) e José Alvarez Quintero (administrador da Fidelidade).

Recomendadas

Topo da Agenda: o que não pode perder nos mercados e na economia esta quarta-feira

A União Europeia deverá divulgar na quarta-feira dados concretos sobre a evolução do emprego no terceiro trimestre deste ano. O indicador é importante na definição da estratégia de política monetária daqui para a frente, já que historicamente sinaliza (ou não) um cenário de recessão – uma preocupação que tem estado na agenda dos bancos centrais.

Adjudicados últimos seis lotes do concurso para fornecimento de serviços à rede SIRESP

O concurso para fornecimento de serviços à rede de emergência SIRESP foi concluído na segunda-feira, antes do prazo, com a adjudicação dos restantes seis lotes, anunciou hoje a empresa que gere o sistema.

Há um “caminho longo” a percorrer no envelhecimento ativo, diz a ministra da Coesão Territorial

“Sabemos hoje mais sobre as maleitas dos mais velhos e sabemos como as evitar”, sublinhou Ana Abrunhosa, reiterando que “todos queremos envelhecer com qualidade”.
Comentários