Presidente da República vai estar na Madeira para assinalar 600 anos da descoberta das ilhas da Madeira e do Porto Santo

“Há 18 anos que um Presidente da República não falava no parlamento regional aos madeirenses, aos porto-santenses e aos representantes do povo e isso, para nós, é uma honra”, salientou o Presidente da Assembleia Legislativa da Madeira.

O Presidente da República vai estar presente na Sessão Solene da Assembleia Legislativa da Madeira para assinalar os 600 anos da descoberta das ilhas da Madeira e do Porto Santo, no próximo ano.

O convite foi dirigido, na passada segunda-feira, ao Chefe do Estado pelo Presidente da Assembleia Legislativa da Madeira, José Manuel Rodrigues, durante uma audiência de apresentação de cumprimentos. “Fiz o convite que desde logo foi aceite para o dia 27 de março do ano de 2020”, confirmou José Manuel Rodrigues à saída do encontro, no Palácio de Belém.

“Há 18 anos que um Presidente da República não falava no parlamento regional aos madeirenses, aos porto-santenses e aos representantes do povo e isso, para nós, é uma honra”, salientou o Presidente da Assembleia Legislativa da Madeira.

Nesta audiência, José Manuel Rodrigues apresentou ainda ao Presidente da República aquilo que são alguns “assuntos pendentes” entre a Região e o Estado, como a “construção do novo hospital da Madeira, a questão da mobilidade aérea e marítima e outros assuntos que, naturalmente, são importantes para que haja uma ‘nova era’ no relacionamento entre a Região e o Estado”, disse.

José Manuel Rodrigues acredita que o “Presidente da República, dentro do seu ‘magistério de influência’, não deixará junto dos diferentes órgãos de soberania de dar uma palavra a favor desses interesses da Madeira e do Porto Santo”.

Recomendadas

PS acusa Lopes da Fonseca de mentir sobre construção de novas residências universitárias na Madeira

Rui Caetano salienta que a nova residência universitária garantida para o Funchal representa um investimento de 6,5 milhões de euros e irá disponibilizar 200 camas para estudantes universitários.

Eutanásia. Presidente da Assembleia da Madeira alega que Região não foi ouvida e pede veto

O presidente do parlamento da Madeira apelou hoje ao Presidente da República que não promulgue o diploma da despenalização da morte medicamente assistida, considerando que está ferido de inconstitucionalidade por falta de audição das Regiões Autónomas.

Funchal acolhe quatro sem-abrigo em Habitação Solidária

O anúncio foi feito pela vice-presidente da Câmara Municipal do Funchal, no final da reunião semanal do executivo municipal.
Comentários