Presidente do Governo da Madeira acusa JPP de aplicar taxas ilegais em Santa Cruz

“O Governo [Regional da Madeira] tem feito a redução fiscal ao contrário da JPP em Santa Cruz, onde tem aplicado taxas ilegais, como a da proteção civil”, declarou o chefe do executivo madeirense.

O presidente do Governo Regional da Madeira considerou hoje ‘ilegitimas’ as críticas feitas pelo Juntos Pelo Povo (JPP) ao seu executivo em matéria de redução fiscal, acusando os autarcas que governam Santa Cruz de aplicarem taxas ilegais.

“O Governo [Regional da Madeira] tem feito a redução fiscal ao contrário da JPP em Santa Cruz, onde tem aplicado taxas ilegais, como a da proteção civil”, declarou o chefe do executivo madeirense.

Miguel Albuquerque reagia, na Festa da Uva e do Agricultor, que se realiza este fim de semana na freguesia do Porto Cruz, às declarações do secretário-geral e deputado do JPP, Élvio Sousa, no convívio que este partido realizou hoje na freguesia de Gaula para assinalar a rentrée política.

Élvio Sousa considerou que o presidente do Governo Regional está a “esbanjar o dinheiro dos madeirense”, sustentando que não é com ‘bitcoins’ que se consegue baixar o elevado custo de vida.

O dirigente do JPP defendeu que Miguel Albuquerque e o seu governo de coligação PSD/CDS têm, neste momento, “a faca e o queijo na mão” para promover a redução fiscal.

“Neste momento, se há partido que não tem qualquer legitimidade para falar sobre a redução de impostos é exatamente um partido que não só aplica impostos elevados em Santa Cruz, como aplica impostos ilegais e não esclarece como são aplicadas” as receitas dessas taxas, respondeu o chefe do executivo madeirense.

Albuquerque mencionou também a situação da taxa turística que é aplicada no concelho de Santa Cruz, reforçando que a lei determina que as receitas sejam afetas à realização de infraestruturas relacionadas com este setor.

Sobre a produção da uva americana naquela freguesia do norte da Madeira, o responsável recordou que a sua comercialização é proibida pela União Europeia, mas, apontou que “tem potencial para vinho de mesa para consumo local e familiar”.

Também elogiou “a dinâmica turística” da freguesia do Porto da Cruz.

Recomendadas

Madeira cria estrutura de missão para implementar Gabinete de Representação em Bruxelas

Foram ainda aprovados no Conselho de Governo três contratos-programa de desenvolvimento desportivo (CPDD) do Plano Regional de Apoio ao Desporto (PRAD) 2021/2022, de 186,4 mil euros.

Saiba como navegar na internet em segurança

Fraudes, roubos de identidade e dados, phishing, fake news, ataques a perfis, entre outros esquemas podem “atacar” os utilizadores do mundo digital caso não tomem as devidas precauções.

Madeira assina contrato de 74,6 milhões de euros para a segunda fase da construção do Novo Hospital (com áudio)

O Governo Regional da Madeira adjudicou esta fase à proposta apresentada pelo agrupamento de quatro empresas madeirenses, a Tecnovia Madeira, a AFAVIAS, a Socicorreia e a RIM.
Comentários