Presidente do Governo da Madeira considera que cancelamento de voos da TAP “é um desastre”

O presidente do executivo madeirense disse que “este é o país que temos” em que nada funciona. Miguel Albuquerque acrescentou que a TAP “é um problema” e que a situação da companhia aérea é “muito constrangedora”.

O presidente do Governo da Madeira, Miguel Albuquerque, considera que os 360 voos cancelados pela TAP, devido à greve prevista para 8 e 9 de dezembro convocada pelo Sindicato Nacional do Pessoal de Voo da Aviação Civil (SNPVAC) é um “desastre” para a companhia aérea.

“A situação de cancelamento de voos e de potencial greve é um desastre para a TAP. Este é o país que temos. E a gestão que nós temos do país. Nada funciona. Quando encontrar alguma coisa que funcione diga-me que pode ser que seja uma originalidade portuguesa. Temos uma companhia aérea como a Ryanair a tal que diziam que não prestava que neste momento oferece 355 mil lugares para a Madeira. Vem suprir a capacidade de lugares em 22%. Tem uma taxa de ocupação média para outros destinos europeus, mais Lisboa e Porto, com quase 92% e que dá lucro. É a diferença”, disse o presidente do executivo madeirense.

Albuquerque sublinhou que a TAP “é um problema”, acrescentando que “é uma companhia que foi nacionalizada quando estava a ser privatizada. Agora querem privatizar o que foi nacionalizado”. O governante considerou que a situação “é uma confusão”.

O presidente do executivo madeirense sublinhou que “graças a deus” a Madeira “ter 34 companhias aéreas a operar, 90 rotas, e companhias aéreas que podem suprir esta situação da TAP”.

O governante referiu que a situação da TAP “é muito constrangedora”.

Recomendadas

Assembleia da Madeira atribui Prémio +Valor Madeira a trabalhos académicos e científicos

O montante do Prémio é de cinco mil euros, podendo, ainda, haver lugar à atribuição de certificados a título de menções honrosas.

Governo da Madeira maximiza benefícios no Código Fiscal de Investimento

Rogério Gouveia apontou que, face à retração económica provocada pela crise pandémica, situação agravada pela guerra na Ucrânia, o Governo Regional, de coligação PSD/CDS-PP, considerou ser “fundamental a adoção de medidas de choque para a revitalização da economia”.

Socicorreia lança empresa na área da arquitetura

Com a Socicorreia Project, o proprietário receberá acompanhamento no momento de escolher e comprar mobiliário personalizado, de acordo com as suas exigências e tendências do mercado, na seleção de todos os equipamentos domésticos, e também em pormenores de decoração como a iluminação.
Comentários