Primeiro-ministro iraquiano anuncia fim da guerra contra o Estado Islâmico no país

O primeiro-ministro, Haider al-Abadi, afirmou este sábado que governo controla todo o território.

O primeiro-ministro iraquiano, Haider al-Abadi, anunciou este sábado “o fim da guerra” levada a cabo pelas forças governamentais nos últimos três anos para eliminar o grupo jihadista Estado Islâmico no Iraque.

De acordo com o primeiro-ministro iraquiano, Haider Al Abadi, o exército do país retomou o controle de toda a fronteira com a Síria, último reduto do grupo jihadista no território do Iraque.

“As nossas forças controlam completamente a fronteira [entre o Iraque e a Síria] e anuncio o fim da guerra contra o ‘Daesh’, (autoproclamado grupo Estado Islâmico)”, disse o responsável político em Bagdade, na abertura de uma conferência organizada pelo sindicato dos jornalistas iraquiano.

Em 2014, o EI assumiu o controle de um terço do país em uma ofensiva relâmpago, o que colocou em perigo a existência do Estado iraquiano.

Recomendadas

Consórcio confirma existência de petróleo em São Tomé e Príncipe

O consórcio é composto pela Galp STP (operador) com 45% de interesses participativos, Shell STP com 45%, e a ANP–STP, em representação do Estado são-tomense, com 10% de interesses participativos.

Bósnia-Herzegovina: eleições ensombradas por milhares de votos inválidos

Quatro dias após as eleições, ainda não há resultados validados e o risco do não reconhecimento do ato eleitoral ou da sua repetição é grande. Entretanto, na República Srpska, Mirolad Dodic jura fidelidade a Moscovo.

Lado turco de Chipre exige reconhecimento às forças de paz da ONU

A República Turca do Chipre do Norte, país que só a Turquia reconhece, quer que a força de paz da ONU, que está no terreno desde 1964, reconheça a existência do país. Ou então que se retire.
Comentários