Procura por carvão diminui a nível mundial, excepto na Ásia

A maioria das regiões ocidentais tem feito a transformação das suas centrais energéticas, impulsionadas pelas alterações climáticas, mas também, pelos preços acessíveis das alternativas existentes, como o gás e as chamadas energias renováveis.

Um relatório elaborado pela Agência Internacional de Energia (AIE) revela que a procura por carvão diminuiu pela primeira vez em dois anos. A Europa e os Estados Unidos são os principais responsáveis por esta diminuição devido à aposta em fontes de energia renovável, segundo o The Guardian.

A AIE alerta que ainda é “muito cedo” para dizer que o “apetite” por carvão continue a diminuir. A razão para a falta de entusiasmo é que a China continua a ser o principal produtor e consumidor de carvão, através das suas minas e centrais de energia, sendo consequentemente o principal regulador da indústria.

A maioria das regiões ocidentais tem feito a transformação das suas centrais energéticas, impulsionadas pelas alterações climáticas, mas também, pelos preços acessíveis das alternativas existentes, como o gás e as chamadas energias renováveis.

O diretor da AIE, Keisuke Sadamori, afirmou que “isto não é o fim do carvão”, justificando que a procura por eletricidade no continente asiático tem aumentado significativamente, na última década.

Sadamori sublinha ainda que “o carvão está a desaparecer em várias das principais economias mundiais, mas contínua resiliente na Ásia onde, inclusive, registámos um aumento”

Segundo os dados da AIE, a eletricidade gerada através de carvão irá crescer ligeiramente, 1% por ano, fazendo com que a representação que atualmente tem na produção de eletricidade a nível global diminua dos 38% registados em 2018 para os 35% em 2024.

Contrariamente à tendência asiática, uma das principais economias do mundo, a Índia, tem diminuído a utilização de carvão para gerar eletricidade. Uma das razões apontadas prende-se com a diminuição, pouco usual, da procura por eletricidade num país que tem 1.3 milhões de habitantes. A Índia tem apostado na construção de barragens com o objetivo de gerar mais energia hidroelétrica, e assim combater a sua dependência no carvão.

 

Recomendadas

Primeira-ministra dinamarquesa convoca eleições antecipadas para novembro

O Partido Social Liberal, uma das formações que dá maioria ao Governo social-democrata, tinha ameaçado Frederiksen com uma moção de censura se não convocasse eleições, após apresentar em junho um relatório crítico sobre a gestão feita pelo executivo em relação ao abate de milhões de visons, devido a uma mutação do coronavírus.

Prémio Nobel da Química para 3 cientistas responsáveis química ‘bioorthogonal’

O termo química ‘bioorthogonal’ refere-se a qualquer reação química que pode ocorrer dentro de sistemas vivos sem interferir nos processos bioquímicos nativos. O termo foi cunhado por Carolyn R. Bertozzi em 2003.

Japão pede à ONU que mostre firmeza após teste de míssil norte-coreano

“Nós acreditamos que a Coreia do Norte poderia realizar atos mais provocativos, como um teste nuclear”, afirmou o porta-voz do Governo japonês, Hirokazu Matsuno, numa conferência de imprensa.
Comentários