Procura por quartos aumenta cerca de 50% em comparação ao ano passado

Segundo a Imovirtual “desde junho de 2021 até ao presente, existem dois grandes picos de procura, que ocorrem no início de setembro de 2021 e no início de setembro de 2022”.

Um estudo da Imovirtual concluiu, esta quinta-feira, que a procura por quartos aumentou cerca de 50% em 2022 em comparação com o ano passado.

Em comunicado, o site de compra e arrendamento diz que “no geral, verifica-se que a procura de quartos aumentou mais 48% no período de setembro de 2022, relativamente ao período homólogo do ano anterior”.

“Desde junho de 2021 até ao presente, existem dois grandes picos de procura, que ocorrem no início de setembro de 2021 e no início de setembro de 2022”, refere.

Quanto a zonas mais procuradas, este ano, Santarém liderou a lista, com uma subida de 131% face a 2021. Segue-se Coimbra com uma subida de 104%, Braga (mais 100%), Aveiro (mais 81%) e Lisboa (mais 76%). A Imovirtual aponta que no Top 10 de zonas mais procuradas estão também “Castelo Branco, Leiria, Faro, Setúbal e Porto”.

Por outro lado, entre as zonas que demonstram maior queda na procura está Vila Real com um recuo de 89%. O site de compra e arrendamento assegura que Vila Real “é a única cidade portuguesa com evolução negativa, comparativamente com o ano passado”.

Em contraste com a procura que aumentou, na oferta verificou-se uma diminuição geral em relação ao ano passado, sobretudo no Porto de menos 85%, Aveiro (menos 84%), Leiria (menos 70%), Faro (menos 67%) e Setúbal (menos 64%). Destacam-se também as regiões de Lisboa (menos 61%), Castelo Branco (menos 53%) e Vila Real (menos 50%).

Relativamente aos preços médios, as zonas de maior destaque registaram este ano preços como em Lisboa de 572euros); Leiria (474 euros); Faro (350 euros); Braga (337 euros); Setúbal (326 euros); Aveiro (292 euros); Porto (275 euros); Coimbra (243 euros); Santarém (226 euros) e Castelo Branco (177 euros).

A pesquisa da Imovirtual referiu ainda que as cidades com o maior aumento do valor médio de renda em setembro, face ao período homólogo foram Leiria (mais 119%), Santarém (mais 35%), Lisboa (mais 34%), Setúbal (mais 24%) e Braga (mais 23%). Pelo contrário, as zonas que apresentam a maior queda são Porto (menos 7%) e Vila Real (menos 6%).

Recomendadas

Volkswagen Financial Services cria novo hub tecnológico em Matosinhos com apoio da CBRE

A CBRE, consultora na prestação de serviços para o sector imobiliário, acaba de fixar o novo hub tecnológico da Volkswagen Financial Services no Lionesa Business Hub, em Leça do Balio, no concelho de Matosinhos. As instalações da empresa alemã ocupam um total de 1.100 metros quadrados.

Preços da habitação aumentaram 13,2% no segundo trimestre e atingem recorde

No trimestre de referência, investidores não residentes foram responsáveis por 6,4% do número total de transações (2.783 habitações), correspondendo a 11,9% do valor total transacionado. Nesta procura, a categoria União Europeia correspondeu a 3,6% e os restantes países a 2,8%. 

ALP Seguros faz parceria com Grupo Mutua de Propietarios e Hispania Portugal para seguros de rendas

São elegíveis para a contratação deste seguro os contratos de arrendamento ao abrigo do NRAU – Novo Regime de Arrendamento Urbano, com 3.000 euros de limite máximo de renda mensal, diz a Associação Lisbonense de Proprietários.
Comentários