Produção automóvel nacional cai 22% até novembro

Segundo a Associação Automóvel de Portugal (ACAP), foram produzidos 250.868 veículos entre janeiro e novembro deste ano, o que se traduz numa quebra da produção de 22% em relação a período idêntico do ano passado.

A produção nacional de automóveis caiu 22% nos primeiros onze meses do ano, em termos homólogos.

Segundo os dados da Associação Automóvel de Portugal (ACAP), divulgados esta quarta-feira, foram produzidos 250.868 veículos entre janeiro e novembro deste ano, o que se traduz numa quebra da produção de 22% em relação a período idêntico do ano passado.

A queda deveu-se essencialmente à contração de 23,5% da produção de automóveis ligeiros — a categoria de viaturas mais produzida em Portugal —, que totalizou as 201.018 unidades.

A produção de comerciais ligeiros caiu 12,9%, para um total de 46.991 viaturas, enquanto a produção de pesados caiu 42,9% para 2.859 unidades.

“A informação estatística relativa aos onze meses de 2020 confirma a importância que as exportações representam para o sector automóvel já que 98,0 por cento dos veículos fabricados em Portugal têm como destino o mercado externo, o que, sublinhe-se, contribui de forma significativa para a balança comercial portuguesa”, refere a associação.

A ACAP disse ainda que a Europa continuou a ser o principal importador de veículos produzidos em Portugal, mercado para o qual o país exportou 94,2% da produção automóvel. A Alemanha foi o país para onde Portugal mais exportou (20,7%), seguindo-se a França (16,6%), a Itália (11,3%), a Espanha (11,0%) e o Reino Unido (7,8%)

Recomendadas

Rácio de crédito malparado na banca melhora para 3,4% no segundo trimestre

A queda “reflete a diminuição dos NPL (-4,0%) e o aumento dos empréstimos produtivos (+1,8%)”, explica o supervisor da banca. A rentabilidade também melhorou.

Programa “Consolidar” mobiliza 752 milhões para fomentar a consolidação de PME

Foram divulgadas as 14 sociedades que iram constituir 14 novos fundos de capital risco. A dotação global disponível é de 752 milhões de euros para capitalizar empresas, promovendo o crescimento, expansão e consolidação de projetos empresariais (PME e mid caps).

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta quinta-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta quinta-feira.
Comentários