Produção de leite aumenta e a de carne recua até 2030 na União Europeia

A produção de leite na União Europeia (UE) deverá aumentar nos próximos dez anos, mantendo-se o bloco como o maior exportador mundial de laticínios, enquanto a de carne deverá diminuir, segundo previsões avançadas esta quarta-feira pela Comissão Europeia (CE).

O relatório de estudo sobre o futuro da agricultura antecipa que, nos próximos dez anos, a produção de carne bovina e suína reduza e aumente a de aves.

As expetativas de Bruxelas apostam também que, até 2030, haja uma redução de 500 mil hectares de terras aráveis e que o crescimento da produção de culturas aráveis na UE seja limitado.

O consumo de leguminosas com forte teor proteico – como a ervilha, o feijão ou o tremoço – deverá ter um crescimento de 30% nos próximos dez anos.

No que respeita aos vegetais, Bruxelas antecipa um declínio na produção de tomate na UE, por força da forte concorrência internacional, e um crescimento nas exportações de azeite na ordem dos 4% por ano.

Em relação aos rendimentos agrícolas, estes devem aumentar em linha com o avanço da produção e dos preços, com o valor da produção vegetal a crescer 1,9% ao ano e o da produção animal em 0,9% e os custos a subirem a um ritmo paralelo.

O número de trabalhadores agrícolas na UE deverá recuar perto de oito milhões em 2030.

Para esta avaliação foram tidos em conta, entre outros fatores, as preocupações dos consumidores (nutrição, origem, saúde), as mudanças de hábitos de consumo, o peso do ambiente e clima e a sustentabilidade.

O relatório de prospetiva e estudo sobre o futuro da agricultura foi elaborado no âmbito do Plano de Recuperação para a Europa (Next Generation EU), que contempla uma verba de 7,5 mil milhões de euros na rubrica do desenvolvimento rural.

Recomendadas

Governo acompanha caso de portuguesa encontrada morta em França

O Ministério dos Negócios Estrangeiros português anunciou hoje que os consulados gerais de Estrasburgo e do Luxemburgo estão a acompanhar “com especial atenção” o caso de uma portuguesa encontrada morta em França.

Japão, EUA e NATO condenam disparo de míssil norte-coreano

Estados Unidos, Japão e NATO condenaram hoje o disparo pela Coreia do Norte de um míssil balístico sobre o Japão, comprometendo-se a coordenar uma resposta multilateral à provocação do regime do presidente Kim Jong-un.

Filhos de José Eduardo dos Santos não vão contestar arquivamento do processo

Os filhos do ex-Presidente de Angola não vão contestar o arquivamento, pela justiça espanhola, da investigação sobre a morte do pai, disseram hoje à Lusa os advogados que os representam.
Comentários