Produção industrial aumentou 12% em 2021, retomando os níveis de 2019 (com áudio)

Entre os produtos mais vendidos o ano passado, destacaram-se os Gasóleos e Marine Diesel, que registaram um crescimento de 4,2% e representaram 3,7% do total das vendas de produtos produzidos.

A produção industrial em Portugal, em 2021, aumentou 12,1%, em termos nominais, fixando-se em 94,3 mil milhões de euros. O valor, referente ao total das vendas de produtos e prestação de serviços nas indústrias transformadoras, representa um ligeiro crescimento de 0,2% em relação a 2019, depois de uma variação de -10,6% em 2020, segundo o Instituto Nacional de Estatística (INE)

Os dados provisórios do Inquérito Anual à Produção Industrial, divulgados esta segunda-feira, demonstram que uma parte desta variação é justificada pelo efeito de aumento de preços, dado que o índice de preços na produção industrial (IPPI) registou um aumento homólogo de 8,7% em 2021.

Os maiores contributos para a evolução do total da venda de produtos e prestação de serviços verificaram-se nas atividades de Fabricação de produtos químicos e de fibras sintéticas ou artificiais, exceto produtos farmacêuticos (Div.20), com uma subida de 1,8 pontos percentuais (p.p.), seguindo-se as Indústrias metalúrgicas de base (Div.24), com +1,5 p.p., e a Fabricação de coque, de produtos petrolíferos refinados e de aglomerados de combustíveis, com +1,1 p.p..

“De acordo com o IPPI, estas divisões encontram-se entre as que registaram as maiores variações de preços na produção industrial em 2021 face a 2020, destacando-se os aumentos de 24,8% na Div. 20 e 19,6% na Div. 24”, indica o gabinete de estatística.

As Indústrias alimentares mantiveram-se como a divisão com maior peso relativo no total das vendas e prestação de serviços (13,1%), tendo crescido 4,3% face a 2020 (+3,6% comparando com 2019). Seguiram-se a Fabricação de veículos automóveis (peso de 9,9%; -0,5% face a 2020) e a Fabricação de coque, de produtos petrolíferos refinados e de aglomerados de combustíveis (peso de 7,2%; +16,6% face a 2020), que apenas alcançaram 80% dos valores obtidos em 2019.

Entre os produtos mais vendidos destacaram-se os Gasóleos e Marine Diesel, que registaram um crescimento
de 4,2% e representaram 3,7% do total das vendas de produtos produzidos. Em 2020, esses variações fixavam-se, respetivamente, nos -25,2% e 4,0%.

Recomendadas

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta quinta-feira, 11 de agosto

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcaram o dia informativo desta quinta-feira.

Respostas rápidas: Fisco explica como funciona taxa sobre embalagens de utilização única

Afinal, a nova contribuição sobre as embalagens de uso único aplica-se também às que sejam feitas de plástico biológica, indica o Fisco, numa série de esclarecimentos. Adianta também que a contribuição está sujeita a IVA.

Governo reforça abono de família e altera os escalões (com áudio)

Conselho de Ministros aprovou “medidas estruturais, definitivas e transformadoras” no apoio às famílias com crianças, salientou a ministra do Trabalho, Ana Mendes Godinho.
Comentários