Produção industrial cai 2% em novembro

A produção industrial caiu 2% em novembro em termos homólogos, penalizada sobretudo pelo agrupamento de bens de consumo e de bens intermédios, segundo o Instituto Nacional de Estatística (INE). O índice de produção industrial fixou-se, em novembro, em 93,7, o que corresponde a uma queda homóloga de 2%, dois pontos percentuais inferior à taxa registada […]

A produção industrial caiu 2% em novembro em termos homólogos, penalizada sobretudo pelo agrupamento de bens de consumo e de bens intermédios, segundo o Instituto Nacional de Estatística (INE).

O índice de produção industrial fixou-se, em novembro, em 93,7, o que corresponde a uma queda homóloga de 2%, dois pontos percentuais inferior à taxa registada em outubro, revelou hoje o gabinete de estatísticas.

Segundo o índice mensal do INE, todos os agrupamentos apresentaram taxas de variação inferiores às observadas em outubro, “destacando-se os contributos negativos dos agrupamentos de Bens de Consumo e de Bens Intermédios”, que caíram 6,2% e 2,5% respetivamente (menos dois pontos percentuais e menos 0,9 pontos percentuais, respetivamente).

Estes contributos negativos, explica, “superaram os contributos positivos dos agrupamentos de Bens de Investimento e de Energia”, de 0,7% e 4,9%, respetivamente (0,1 pontos percentuais e 0,8 pontos percentuais, pela mesma ordem).

A secção das Indústrias Transformadoras passou de uma descida homóloga de 0,5%, em outubro, para uma queda de 3,1% em novembro, enquanto a secção de Eletricidade, Gás, Vapor, Água Quente e Fria e Ar Frio apresentou uma taxa de variação positiva menos intensa que a observada em outubro (6,6% em novembro, 7% em outubro).

Já em relação a outubro, o índice de produção industrial registou uma variação mensal negativa em 0,1%.

OJE/Lusa

Recomendadas

Custo de cabaz alimentar de bens básicos aumentou 21% para adultos num ano, diz BdP

O banco central revela que entre outubro de 2021 e outubro de 2022, o custo mensal médio e mediano de um cabaz básico de consumo alimentar para um adulto com cerca de 40 anos aumentou 21% e 24%, respetivamente.

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta sexta-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta sexta-feira.

PremiumMenores retenções de IRS não chegam a todos em janeiro

Novas tabelas de IRS não dão aumento do rendimento disponível a todos os contribuintes a partir de janeiro. Solteiros e casados com dois filhos são os mais penalizados. Com novas regras, ganhos serão superiores a partir de julho.